sábado, 25 de março de 2017 • ANO XVII • N° 6.269

Assine o Correio do Brasil

ad

O péssimo hábito de não saber ouvir

Maria Fernanda Arruda

O que se precisa é de um partido político que assuma um projeto, que mantenha atualizado um programa. Que saiba que o poder emana do povo e que é com esse povo que se deve, obrigatoriamente dialogar. Isso é, falar e ouvir

ad

ad

ad

Opinião

Por que o voto em lista?

Por Aldo Arantes - Determinadas personalidades que se colocaram, de forma frontal, contra o fim do financiamento empresarial hoje constatam que não há condições para alterar tal decisão

Direto da Redação

Uma democracia fragilizada

Por Moysés Pinto Neto - E como explicar que 80%, no mínimo, da população seja contrária à redução dos direitos trabalhistas ou previdenciários? Parece não ter caído a ficha ou que entramos em um estado de apatia como fase seguinte da frustração. Fica nítida a fragilidade da participação política na nossa democracia totalmente sequestrada pelas oligarquias.-

Copyright 2017 - Todos os direitos reservados