Allegri não poupará Cristiano Ronaldo antes de partida contra o Atlético de Madrid

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019 as 13:18, por: CdB

Allegri destacou que a Juventus precisa vencer o Frosinone para ganhar “impulso”. O técnico antecipou em entrevista coletiva que também escalará o atacante Paulo Dybala e o zagueiro Leonardo Bonucci no time titular.

Por Redação, com EFE – de Roma/Londres/

O técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, afirmou nesta quinta-feira que não poupará Cristiano Ronaldo na partida de sexta-feira contra o Frosinone, pelo Campeonato Italiano, a última antes da viagem à Espanha para enfrentar o Atlético de Madrid, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões.

Cristiano Ronaldo

Allegri destacou que a Juventus precisa vencer o Frosinone para ganhar “impulso”. O técnico antecipou em entrevista coletiva que também escalará o atacante Paulo Dybala e o zagueiro Leonardo Bonucci no time titular.

– A equipe está bem, os jogadores estão concentrados neste final de temporada. A partir de desta sexta-feira começa uma boa sequência de partidas nas quais jogaremos muito. Cristiano jogará desde o começo – afirmou o técnico italiano.

– Na defesa, joga Bonucci. Chiellini é difícil, se possível, jogará por um tempo. E Barzagli ficará no banco, ele se recuperou bem e estamos contentes por tê-lo – acrescentou.

Bonucci se recuperou de uma lesão no tornozelo, enquanto Chiellini está na reta final da recuperação das dores que sentia na panturrilha.

Invicta, a ‘Velha Senhora’ lidera o Italiano com 11 pontos de vantagem sobre o Napoli, o segundo colocado. No entanto, Allegri ressaltou a importância da partida contra o Frosinone, no Juventus Stadium, que abrirá a 24ª rodada.

– Temos que ganhar do Frosinone porque a vitória nos daria outro impulso para a partida da Champions. Precisamos passar de fase contra um Atlético que fez duas finais nos últimos cinco anos – comentou.

 Mourinho e comissão técnica

O Manchester United pagou 19,6 milhões de libras esterlinas (R$ 94,2 milhões em valores atuais) para demitir a comissão técnica de José Mourinho e o treinador português em dezembro do ano passado, segundo revelou o clube.

Mourinho foi demitido no dia 18 de dezembro, quando o United estava na sexta posição do Campeonato Inglês, 17 pontos atrás do líder Liverpool e longe dos times que disputavam uma vaga na Liga dos Campeões. A equipe também já estava fora da Copa da Liga, na qual foi eliminada pelo Derby County, da segunda divisão.

Essa quantia foi classificada “como despesa excepcional” nos resultados do segundo trimestre financeiro do ano. O valor é quatro vezes maior que o dinheiro pago pelas demissões de David Moyes e Louis Van Gaal, os seus antecessores no cargo.

Mourinho foi substituído no posto por Ole Gunnar Solskjaer, que reverteu a situação dos ‘Diabos Vermelhos’, com dez vitórias em 12 partidas. O técnico português conquistou uma Liga Europa e uma Copa da Liga em dois anos e meio como treinador do United.

Velório de Sala

O técnico do Cardiff, o inglês Neil Warnock, comparecerá ao velório do atacante argentino Emiliano Sala, que será realizado no próximo sábado na cidade de Progreso, na Argentina.

Segundo informou a emissora britânica BBC, Warnock será acompanhado pelo diretor executivo do Cardiff, Ken Choo, na cerimônia. O corpo de Sala chegará à Argentina na sexta-feira.

Sala nasceu na pequena cidade de Cululú, mas aos quatro anos se mudou para a vizinha Progreso, de 3.000 habitantes, na província de Santa Fé. Lá, cresceu e deu os seus primeiros passos como jogador antes de viajar à França para se consolidar como profissional.

Aos 16 anos, Sala trocou Santa Fé por Córdoba para fazer parte do Proyecto Crecer. Quatro anos depois, assinou contrato com o Bordeaux.

Foi emprestado a equipes de divisões inferiores e alcançou o auge no ano passado, ao marcar 12 gols pelo Nantes, clube ao qual chegou em 2015. O bom desempenho chamou a atenção do Cardiff, que fez o maior investimento de sua história, 17 milhões de euros, para contar com o jogador.

Durante a viagem de Nantes para Cardiff no dia 22 de janeiro, o pequeno avião que levava Sala e o piloto sumiu dos radares. No dia 3 de fevereiro, partes da aeronave acidentada foram encontradas no canal da Mancha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *