Amazon chega a acordo com regulador na Alemanha

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 17 de julho de 2019 as 10:38, por: CdB

A Amazon chegou a um acordo com a autoridade antitruste da Alemanha para revisar seus termos de serviço para terceiros que vendem em sua plataforma.

Por Redação, com Reuters – de Frankfurt/São Francisco

A Amazon chegou a um acordo com a autoridade antitruste da Alemanha para revisar seus termos de serviço para terceiros que vendem em sua plataforma, agindo para apaziguar os ânimos dos reguladores, enquanto a União Europeia anunciou sua própria investigação sobre a gigante do comércio online.

A Amazon chegou a um acordo com a autoridade antitruste da Alemanha

O Bundeskartellamt informou nesta quarta-feira que está encerrando sua investigação de sete meses depois que a Amazon concordou em alterar um acordo de serviços comerciais que se aplica a centenas de milhares de comerciantes que vendem em sua plataforma.

No entanto, horas depois, os reguladores antitruste da UE disseram que abrirão suas próprias investigações para saber se os termos de serviço da maior varejista online do mundo e o uso de dados de comerciantes violavam as regras de concorrência.

As mudanças

As mudanças serão aplicadas não apenas à Alemanha, o segundo maior mercado da Amazon, depois dos Estados Unidos, mas também a seus mercados no Reino Unido, França, Itália e Espanha, além de outros lugares nas Américas e Ásia, disse o regulador alemão.

– Alcançamos melhorias de longo alcance para os varejistas nos mercados da Amazon – disse o chefe do Federal Cartel Office, Andreas Mundt, em comunicado. “Estamos encerrando nossa investigação.”

Respondendo, a Amazon disse que as mudanças em seu acordo de serviços comercial, que entrarão em vigor em 30 dias, esclarecerão os direitos e responsabilidades dos parceiros de vendas que representam 58% das vendas de mercadorias físicas em sua plataforma.

“Continuaremos trabalhando duro, investindo pesadamente e inventando novas ferramentas e serviços para ajudar nossos parceiros de vendas em todo o mundo a alcançar novos clientes e expandir seus negócios”, disse a Amazon.

Empresas de tecnologia

Uma série de resultados trimestrais de companhias de internet como Netflix vão testar a partir desta quarta-feira o interesse de Wall Street em ampliar um rali acionário recente motivado por expectativas de reduções de juros nos Estados Unidos.

Facebook, Amazon e Alphabet, todas parte do grupo apelidado de FANG, de ações amplamente detidas por investidores, acumulam alta de mais de 5% em julho.

As empresas FANG, combinadas com as favoritas dos investidores Apple e Microsoft, são responsáveis por cerca de 17% dos US$ 26 trilhões em valor de mercado do índice S&P 500, o que torna a reação dos investidores aos resultados trimestrais importante para a determinação do humor de Wall Street.

A Netflix tem sido a integrante do FANG com performance mais fraca este mês no mercado de ações, acumulando alta de 0,2 por cento. Investidores preocupam-se com a vindoura competição do serviço de streaming de vídeo da Walt Disney, que pode frear o crescimento da base de assinantes.

A divulgação de resultados da Netflix, marcado para após o fechamento do mercado na quarta-feira, seguido pelos da Microsoft na quinta-feira, e Facebook, Amazon e Alphabet na próxima semana poderão adicionar ganhos ao mercado ou colocar um fim ao rali recente do mercado.

Crescimento

Em abril, a Netflix previu crescimento abaixo do esperado em novas assinaturas e as preocupações de investidores apenas cresceram desde então após anúncios de que a empresa vai perder seus dois seriados mais assistidos nos Estados Unidos, Friends e The Office, para serviços rivais da AT&T e NBC Universal em 2020 e 2021, respectivamente.

– (A divulgação do resultado da) Netflix será interessante do ponto de vista das previsões – disse Jim Bianco, presidente da Bianco Research. “Eles terão muita competição pela frente e eu acho que eles terão que nos dar algumas estimativas sobre se acreditam que poderão enfrentá-la.”

Enquanto isso, Facebook e Alphabet enfrentam desafios que incluem cobrança de mais regulação por autoridades e a Amazon preocupa investidores sobre riscos da estratégia de entrega em 1 dia prejudicarem os resultados da empresa em um momento em que rivais como Walmart e Target melhoram suas operações de comércio eletrônico.

As ações da Amazon acumulam alta de 35 % e estão a menos de 2 %  abaixo do recorde registrado em setembro. Já o Facebook tem valorização de 56 %  em 2019 e suas ações estão a 6 %  do recorde registrado um ano atrás.

Analistas esperam, em média, que a receita trimestral da Amazon cresça 18 %, para US$ 62,4 bilhões, e o lucro líquido avance 10 %, para US$ 2,78 bilhões.

Facebook

O mercado espera que o Facebook mostre aumento de 25 % na receita do trimestre, para US$ 16,3 bilhões, e crescimento de 6 % no lucro, para US$ 5,4 bilhões. Para a Alphabet, a previsão é de alta de 17 %  no faturamento, para US$ 38,2 bilhões e lucro líquido em queda de 4 %, a US$ 7,9 bilhões.

Já para a Microsoft, a única empresa dos Estados Unidos com valor de mercado acima de US$ 1 trilhão, publique aumento de 9 % na receita trimestral, para US$ 32,8 bilhões, e que o forte crescimento nos negócios de computação em nuvem tornem essa área de negócios maior que o Windows pela primeira vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *