Amazon enfrenta nova disputa antitruste contra lojistas na Índia

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 26 de agosto de 2020 as 13:06, por: CdB

Um grupo de mais de 2 mil vendedores entrou com um processo antitruste contra a Amazon na Índia, alegando que a empresa norte-americana favorece alguns varejistas cujos descontos online levam comerciantes independentes à falência.

Por Redação, com Reuters – de Nova Délhi

Um grupo de mais de 2 mil vendedores entrou com um processo antitruste contra a Amazon na Índia, alegando que a empresa norte-americana favorece alguns varejistas cujos descontos online levam comerciantes independentes à falência, segundo um documento do processo visto pela agência inglesa de notícias Reuters.

Amazon enfrenta nova disputa antitruste contra lojistas na Índia, mostram documentos
Amazon enfrenta nova disputa antitruste contra lojistas na Índia, mostram documentos

O caso apresenta um novo desafio regulatório para a Amazon na Índia, onde prometeu investir US$ 6,5 bilhões, mas ainda batalha contra um complexo ambiente regulatório.

Em janeiro, a Comissão de Concorrência da Índia (CCI) ordenou uma investigação da Amazon e da rival Flipkart, do Walmart, sobre supostas violações da lei de concorrência e certas práticas de desconto, que a Amazon está contestando, de acordo com documentos judiciais.

No caso mais recente, a All India Online Vendors Association, cujos membros vendem produtos no marketplace da Amazon e da Flipkart, alega que a Amazon se envolve em práticas comerciais desleais.

O braço de atacado da Amazon Índia

O grupo alega que o braço de atacado da Amazon Índia compra produtos em grandes quantidades de fabricantes e os vende com prejuízo para vendedores como a Cloudtail, que então anunciam tais produtos na Amazon.in com grandes descontos.

“Este acordo anticompetitivo … está causando a falência dos concorrentes ao expulsar os vendedores independentes do mercado”, alegou o grupo no processo.

A Amazon não respondeu a um pedido de comentário e tem dito que cumpre todas as leis indianas e trata todos os vendedores de forma igual em sua plataforma.

Uma porta-voz da Cloudtail disse que a empresa está “em conformidade com todas as leis aplicáveis em suas operações”.

O CCI não respondeu a um pedido de comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *