Ataques do Talebã deixam mortos no Afeganistão

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 17 de setembro de 2019 as 14:37, por: CdB

Ataques de homens-bomba do Talebã mataram 48 pessoas em dois incidentes separados no Afeganistão nesta terça-feira.

Por Redação, com Reuters – de Cabul

Ataques de homens-bomba do Talebã mataram 48 pessoas em dois incidentes separados no Afeganistão nesta terça-feira, o mais letal deles perto de um comício eleitoral do presidente Ashraf Ghani, que não ficou ferido.

Homens carregam vítima após ataque perto de comício eleitoral do presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, a norte de Cabul

Os ataques ocorreram 11 dias antes da eleição presidencial afegã, que comandantes do Talebã prometeram atrapalhar usando a violência, e na esteira do colapso das conversas de paz entre os Estados Unidos e o grupo insurgente.

Ghani, que busca um segundo mandato de cinco anos na votação de 28 de setembro, deveria discursar em um comício em Charikar, capital da província central de Parwan, quando um homem-bomba atacou a multidão.

A explosão

A explosão matou 26 pessoas e feriu 42, disse Nasrat Rahimi, porta-voz do Ministério do Interior.

Ao som de sirenes, socorristas se apressaram em colocar os feridos nas traseiras de picapes para retirá-los do local.

O presidente estava nas proximidades, mas saiu ileso, e mais tarde usou o Twitter para rechaçar o atentado.

– O Talebã tentou romper esta união visando civis inocentes – escreveu. “Eles aceitaram a responsabilidade desavergonhadamente em um momento em que estão disfarçando atos de terror como esforços de paz”.

Em um outro incidente, um homem a pé se explodiu no centro da capital Cabul, fazendo ambulâncias e forças afegãs irem às pressas ao cenário da detonação.

O Talebã disse ter realizado os dois ataques, e um comunicado emitido por um porta-voz dos insurgentes disse que eles miraram as forças de segurança.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *