Atletas não serão forçados a se imunizar contra coronavírus, diz COI

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 17 de novembro de 2020 as 12:19, por: CdB

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse nesta terça-feira que os atletas não serão forçados a receber vacinação contra covid-19 antes da Olimpíada de Tóquio, mas disse que deveriam fazê-lo como “demonstração de solidariedade” com os japoneses.

Por Redação, com Reuters – de Tóquio

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, disse nesta terça-feira que os atletas não serão forçados a receber vacinação contra covid-19 antes da Olimpíada de Tóquio, mas disse que deveriam fazê-lo como “demonstração de solidariedade” com os japoneses.

Presidente do COI, Thomas Bach, durante visita ao Estádio Nacional de Tóquio
Presidente do COI, Thomas Bach, durante visita ao Estádio Nacional de Tóquio

Bach visitou a Vila dos Atletas no mesmo dia, e concluiu sua viagem de dois dias à capital do Japão com uma parada no Estádio Nacional.

– Incentivaremos os atletas para que, sempre que possível, recebam a vacinação, porque é melhor para sua saúde, e também é uma demonstração de solidariedade com seus colegas atletas e também com o povo japonês – disse o alemão.

A viagem de Bach, sua primeira ao país desde a decisão de março de adiar os Jogos, transcorreu em alto astral, e ele falou sobre o impacto grande que uma vacina poderia ter na capacidade de Tóquio sediar a Olimpíada do ano que vem.

Mais de 11 mil atletas são esperados

Mais de 11 mil atletas são esperados para o evento, que deve começar no dia 23 de julho, e milhares mais comparecerão para a Paralimpíada subsequente.

Mas quando o pressionaram a responder se os atletas furarão a fila para receber qualquer possível vacina antes dos Jogos, Bach foi firme ao dizer que este não será o caso.

– Deixamos claro já desde o início que as primeiras prioridades são enfermeiros, médicos e todos que mantêm nossa sociedade viva apesar da crise de coronavírus – disse Bach aos repórteres no Estádio Nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *