Bia Haddad elimina ex-campeã Muguruza em Wimbledon

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 2 de julho de 2019 as 14:44, por: CdB

A derrota de Muguruza se junta ao desempenho recente ruim da espanhola em Grand Slams. Ela não passou da quarta rodada nos últimos cinco Grand Slams que disputou.

Por Redação, com Reuters – de Londres

A tenista brasileira Bia Haddad Maia derrotou a espanhola Garbine Muguruza, campeã de Wimbledon em 2017, por 6-4 e 6-4, na primeira rodada do Grand Slam britânico, nesta terça-feira.

Tenista brasileira Bia Haddad Maia contra espanhola Garbine Muguruza em Wimbledon

Com a derrota, Muguruza, 27ª colocada no ranking mundial, foi eliminada pela brasileira de 23 anos, atual 121ª no ranking mundial e que ainda busca seu primeiro título de simples no circuito.

A derrota de Muguruza se junta ao desempenho recente ruim da espanhola em Grand Slams. Ela não passou da quarta rodada nos últimos cinco Grand Slams que disputou.

O resultado também ratifica o retrospecto ruim da espanhola de 25 anos na temporada, já que ela passou das quartas de final em apenas um torneio, quando venceu em Monterrey em abril.

Na próxima rodada, Bia Haddad enfrentará a britânica Harriet Dart, de 28 anos e atual 182ª colocada no ranking da WTA.

Duquesa Kate

Os tenistas britânicos sempre podem contar com o apoio entusiasmado dos torcedores locais em Wimbledon, mas nem sempre têm o respaldo da realeza quando jogam em uma quadra menor.

Por isso Harriet Dart provavelmente se surpreendeu ao ver a duquesa de Cambridge, Kate, sentada na primeira fileira da Quadra 14 nesta terça-feira.

Fã de tênis, Kate, esposa do príncipe William, deveria estar no camarote da realeza da Quadra Central para ver a estreia da atual campeã, Angelique Kerber, e o rei de Wimbledon, Roger Federer, já que é a patrona do All England Club.

Mas antes ela se juntou aos espectadores comuns, muitos dos quais ficaram horas em filas para entrar nas dependências, para assistir à quarta colocada do ranking britânico e número 182 do mundo enfrentar a norte-americana Christina McHale.

Não surpreendeu haver mais fotógrafos do que o normal para uma disputa tão modesta, a maioria com as lentes voltadas para a duquesa, que usava um vestido branco elegante.

Ela teve a companhia de Anne Keothavong, capitã do Reino Unido na Fed Cup.

O feed do Instagram de Wimbledon disse: “Como todos os fãs do tênis sabem, é nas quadras menores que acontece a verdadeira ação nos primeiros dias de um Grand Slam”.

Djokovic e Wawrinka

Novak Djokovic começou em grande forma sua defensa do título de Wimbledon ao derrotar Philipp Kohlschreiber sem perder nenhum set nesta segunda-feira, e foi acompanhado pelo suíço Stanislas Wawrinka entre os classificados para a segunda rodada.

O sérvio Djokovic, número 1 do mundo, se impôs com parciais de 6-3, 7-5 e 6-3 sobre o adversário alemão, com a presença de seu novo treinador, o sérvio Goran Ivanisevic, na plateia.

– É alguém que sempre admirei, e somos amigos há muito tempo, embora geralmente do lado oposto da rede – disse Djokovic sobre o campeão de Wimbledon de 2001.

– Ele treinou muitos grandes jogadores, e por isso é ótimo tê-lo ao meu lado… É um grande prazer contar com um campeão assim, e espero que possamos trabalhar durante muito tempo – acrescentou o tenista de 32 anos, que chegou ao terceiro Grand Slam do ano sem disputar nenhum torneio na grama previamente.

O próximo rival do sérvio será o norte-americano Denis Kudla, que derrotou o tunisiano Malek Jaziri em três sets.

Mais cedo, Wawrinka, que precisa de um título de Wimbledon para completar títulos nos quatro torneios do Grand Slam, também mostrou toda sua experiência ao eliminar o belga Ruben Bemelmans em 6-3, 6-2 e 6-2.

Para avançar à fase seguinte, ele se medirá com o norte-americano Reilly Opelka, que derrotou o alemão Cedrik-Marcel Stebe em 6-3, 7-6 (7-4) e 6-1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *