BNDES quer vender sua parte na JBS a toque de caixa

Arquivado em: Comércio, Indústria, Negócios, Serviços, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 21 de novembro de 2019 as 14:59, por: CdB

As ações da JBS exibiam queda de 1,5% às 12h30, perto da ponta negativa do Ibovespa, que mostrava valorização de 0,16%. Segundo Freitas, o conselho do BNDES aprova a venda das ações da JBS e prefere que a operação ocorra via oferta pública.

Por Redação, com Reuters – do Rio de Janeiro

 

O presidente do conselho de administração do BNDES, Carlos Thadeu de Freitas, afirmou que o banco de fomento deverá vender cerca de metade de sua participação na processadora de carne JBS até o final do ano, uma operação que pode levantar R$ 7,8 bilhões. E o quanto antes, melhor.

O caso em que a JBS está envolvida remete a um esquema de arrecadação de propina dentro do Ministério da Agricultura para beneficiar políticos do MDB

O braço de participações do BNDES, BNDESPar, tem 21,3% das ações da JBS. A agência inglesa de notícias Reuters publicou, na semana passada, que o BNDES contratou um pool de bancos para organizar a operação de venda de cerca de 290 milhões de ações da processadora de carne.

— A operação deve ficar na casa de 8 bilhões de reais… Acho que é uma operação para esse ano, a não ser que não se tenha preços tão bons, mas eles estão bons e ainda atraentes. O preço hoje é bom, mas não tão bom como no passado… a perda com a demora na venda é por aí, de R$ 1 a R$ 2 bilhões — disse Freitas a jornalistas após participar da abertura do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex).

As ações da JBS exibiam queda de 1,5% às 12h30, perto da ponta negativa do Ibovespa, que mostrava valorização de 0,16%. Segundo Freitas, o conselho do BNDES aprova a venda das ações da JBS e prefere que a operação ocorra via oferta pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *