Boeing atualizará software de controle de voo de 737 MAX para resolver falhas

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 2 de agosto de 2019 as 11:29, por: CdB

A Boeing planeja novas mudanças na arquitetura no software de seu sistema de controle de voo do 737 MAX para tratar de uma falha.

Por Redação, com Reuters – de Washington

A Boeing planeja novas mudanças na arquitetura no software de seu sistema de controle de voo do 737 MAX para tratar de uma falha descoberta depois de um teste em junho, disseram duas pessoas informadas sobre o assunto na noite de quinta-feira.

A Boeing planeja novas mudanças na arquitetura no software de seu sistema de controle de voo do 737 MAX

A mudança, relatada pela primeira vez pelo Seattle Times, envolve o uso e recebimento de dados de ambos os computadores de controle de voo em vez de apenas um.

O movimento

O movimento vem em resposta a um esforço para resolver um problema descoberto em junho durante um teste de simulador da Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA).

A Boeing ainda espera concluir as atualizações do software até o final de setembro para submetê-lo à FAA para aprovação, disseram as fontes.

Durante décadas, os modelos 737 usaram apenas um dos computadores de controle de voo, com o sistema mudando para o outro computador no voo seguinte, de acordo com pessoas familiarizadas com o projeto do avião.

O presidente-executivo da Boeing, Dennis Muilenburg, disse a analistas no mês passado que estava confiante de que o 737 MAX voltaria a operar em outubro, após um voo de certificação em setembro.

Unidade de elétricos da VW

A unidade da Volkswagen, Electrify America, informou na quinta-feira que assinou um acordo com a Stable Auto, empresa responsável pela carga de frotas de veículos elétricos, para implantar serviços de recarga usando tecnologia robótica para veículos elétricos autônomos.

As empresas disseram que começariam um projeto piloto em São Francisco e esperam que a instalação possa ser inaugurada no início do ano que vem.

A instalação de carregamento permitirá que as frotas de veículos elétricos autônomos carreguem sem a necessidade de operadores.

Pelo acordo, a Electrify America, com sede em Reston, Virgínia, avaliará o hardware, a rede, as operações e o faturamento de seus sistemas de recarga, enquanto a Stable Auto gerenciará o projeto geral e unirá sua tecnologia robótica e seu avançado software de agendamento aos carregadores da Electrify America em suas instalações.

Grandes montadoras, incluindo a General Motors, anunciaram planos de investir dezenas de bilhões de dólares em veículos elétricos nos próximos anos, em um desafio direto à Tesla.

Mas a falta de infraestrutura para que os motoristas norte-americanos recarreguem veículos elétricos é vista como uma grande barreira à adoção em massa dos carros, uma vez que os consumidores continuam preocupados com seus alcances limitados.

Google

O Google suspendeu as transcrições das gravações de voz feitas pelo Google Assistant na União Europeia, informou a CNBC na quinta-feira.

A empresa admitiu em meados de julho que parceiros que analisam as vozes gravadas pelo assistente vazaram mais de mil conversas particulares para um veículo de notícias belga, disse a matéria.

Acrescentando que algumas dessas gravações revelavam informações sensíveis, como condições médicas e endereços dos usuários.

O Google vai suspender as transcrições por pelo menos três meses, segundo a CNBC, citando a Associated Press.

O Google não respondeu imediadamente ao pedido de comentários da agência inglesa de notícias Reuters.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *