Bolsonaro entra com pé trocado na campanha para prefeitos

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 30 de outubro de 2020 as 16:27, por: CdB

Bolsonaro usou sua tradicional transmissão ao vivo, na noite passada, pela primeira vez, para defender abertamente candidatos a prefeito, com apoio explícito a Russomanno, em São Paulo, sem que houvesse qualquer pedido para tanto por parte da campanha.

Por Redação – de Brasília

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entrou com o pé trocado na campanha municipal, a apenas 15 dias da votação. Para a cidade mais populosa do país, o candidato que ele defende já excluiu o nome do mandatário de boa parcela do material de campanha, uma vez constatado pelas pesquisas eleitorais que tal associação rouba votos de Celso Russomanno (Republicanos).

Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para covid-19
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tenta fazer alguma diferença na campanha eleitoral

Ainda assim, Bolsonaro usou sua tradicional transmissão ao vivo, na noite passada, pela primeira vez, para defender abertamente candidatos a prefeito, com apoio explícito a Russomanno, em São Paulo, sem que houvesse qualquer pedido para tanto por parte da campanha. Para o Rio de Janeiro, no entanto, a defesa a Marcelo Crivella (Republicanos) foi bastante tímida.

— Estamos com CR10, Celso Russomanno, em São Paulo. Eu conheço ele há muito tempo. Foi deputado federal comigo. E eu sou capitão do Exército, né? Ele aqui é tenente R2 da Aeronáutica. Então, um capitão do Brasil e um tenente na prefeitura de São Paulo. Então, Celso Russomanno é minha pedida para São Paulo. Quem não escolheu ainda, se puder escolhê-lo, a gente agradece aí — diz ele.

Grupo político

O apoio a Crivella, que tenta a reeleição mas corre o risco de não chegar ao segundo turno no Rio de Janeiro, foi menos enfático. Bolsonaro disse que iria indicar “um nome que dá polêmica, porque o Rio de Janeiro sempre é polêmico”, que estava com Crivella, mas que não iria fazer críticas ao “outro candidato”, que seria “bom administrador”, referindo-se a Eduardo Paes (DEM), que lidera as pesquisas eleitorais com uma boa margem.

— Que não tenha muita polêmica, se você não quiser votar nele (Crivella), fique tranquilo, tá certo, não vamos criar polêmica, não vamos brigar entre nós por causa disso daí porque eu respeito os seus candidatos também — afirmou.

Ao longo dos últimos meses, Bolsonaro afirmou por várias vezes que não apoiaria candidatos específicos, especialmente no primeiro turno, mas poderia entrar nas campanhas no segundo turno para ajudar a decidir a favor de nomes de seu grupo político, especialmente Crivella e Russomanno.

Prefeito

A pressão sobre os dois candidatos nas maiores capitais do país antecipou o apoio. De acordo com a última pesquisa Datafolha, Crivella aparece em segundo lugar, mas empatado em 13% das intenções de voto com a candidata do PDT, Martha Rocha, enquanto Eduardo Paes está em primeiro, com 28%.

No entanto, a rejeição do atual prefeito é a maior entre todos os candidatos: 58% dos entrevistados disseram que não votariam em Crivella de jeito nenhum, enquanto a rejeição a Martha é de apenas 7%. Paes, que também já foi prefeito do Rio, tem 31% de rejeição.

Já em São Paulo, Russomanno aparece em segundo lugar, atrás do atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), com 20% das intenções de voto. No entanto, entre as pesquisas do dia 8 e do dia 22 de outubro, Russomanno perdeu 7 pontos percentuais e também tem a maior rejeição entre os candidatos paulistanos, 38%.

Bolsonarista

Crivella mais e Russomanno, menos, ambos tentam colar suas candidaturas em Bolsonaro, apoiados no crescimento da aprovação de Bolsonaro no país, para tentar melhorar suas posições. No entanto, o Datafolha mostrou que, ao menos em São Paulo, o apoio pode não ajudar. Em pesquisa feita no início do mês, 63% dos entrevistados afirmaram que não votariam de jeito nenhum em um candidato apoiado por Bolsonaro.

Ainda assim, o presidente adianta que pretende gravar falas de apoio a ambos. Na manhã desta sexta, Crivella esteve no Palácio da Alvorada, tomou café da manhã com Bolsonaro e o presidente gravou uma participação para sua propaganda eleitoral. A campanha à reeleição do prefeito divulgou fotos do encontro.

Em sua live, Bolsonaro ainda defendeu outras candidaturas pelo país, nomes que já tinha falado em conversas com apoiadores que são veiculadas depois por canais bolsonaristas na internet. Entre eles, Ivan Sartori (PSD) em Santos, Coronel Menezes (Patriota), em Manaus, e Bruno Engler (PRTB), em Belo Horizonte. Nenhum deles tem qualquer chance de chegar ao segundo turno, de acordo com as pesquisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *