Bombeiros combatem novo incêndio em whiskeria no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 21 de outubro de 2019 as 11:44, por: CdB

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) combateu  nesta segunda-feira um novo incêndio na Whiskeria Quatro Por Quatro.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) combateu  nesta segunda-feira um novo incêndio na Whiskeria Quatro Por Quatro, no Centro da capital.

Bombeiros combatem novo incêndio em whiskeria no Centro do Rio
Bombeiros combatem novo incêndio em whiskeria no Centro do Rio

Segundo a assessoria de imprensa da corporação, os bombeiros saíram às 7h40 do Quartel Central, na Praça da República.

Na última sexta-feira, três bombeiros morreram e mais três ficaram feridos ao combater outro incêndio no prédio, que fica na Rua Buenos Aires. As mortes foram causadas por inalação de fumaça.

Um dos três feridos morreu dois dias depois, elevando total de óbitos para quatro. O CBMERJ informou que uma sindicância vai apurar as causas do acidente.

O prédio da whiskeria foi interditado no último sábado pela Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, ligada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop).

Segundo a SEOP, há risco estrutural, e os proprietários já foram notificados.

Sepultamento

Permanece internado o capitão David Mont`serrat V. da Cunha, em estado estável. O terceiro bombeiro que foi internado, o capitão Thiago Agostinho, já recebeu alta. Equipes de assistentes sociais estão prestando atendimento aos familiares das vítimas.

Os três bombeiros que morreram na sexta-feira foram enterrados no sábado. O corpo do segundo-sargento Geraldo Ribeiro foi enterrado no mausoléu da corporação, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, zona portuária do Rio. O corpo do cabo Klérton de Araújo foi enterrado no Cemitério Jardim da Saudade, na Sulacap, Zona Oeste da Cidade, mesmo local do sepultamento do corpo do cabo José Pereira Neto.

O CBMERJ informa que vai abrir uma sindicância para apurar as causas do acidente e está de luto pela fatalidade.

Incêndio no Hospital Badim

Um homem, de 88 anos, morreu nesta segunda-feira no Hospital Israelita Albert Sabin, no Rio Comprido, Zona Norte do Rio de Janeiro. Ele é o 20º paciente do Hospital Badim morto após o incêndio do dia 12 de setembro.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) onde a necrópsia irá identificar se a morte foi em consequência do incêndio.

Dos 103 pacientes transferidos para outros hospitais da cidade após o incêndio, 11 ainda seguem internados. Duas pessoas que acompanhavam pacientes do Badim também permanecem internados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *