Bombeiros encontram mais um corpo na área do desastre de Brumadinho

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 4 de julho de 2019 as 14:56, por: CdB

De acordo com a corporação, no bolso da calça havia um documento de identidade que confere com um dos nomes da lista das pessoas ainda não encontradas após o desastre. 

Por Redação, com ABr – de Brasília

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais informou nesta quinta-feira que foi encontrado um corpo de uma vítima do rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão, da empresa Vale, em Brumadinho (MG).

Último dia de trabalho das Forças de Defesa de Israel na área do colapso da barragem em Brumadinho

De acordo com a corporação, no bolso da calça havia um documento de identidade que confere com um dos nomes da lista das pessoas ainda não encontradas após o desastre.

O corpo encontrado na noite de quarta-feira é do sexo masculino e estava praticamente intacto. Ele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte onde a identificação será confirmada.

O Corpo de Bombeiros atua hoje com 152 militares em 24 frentes de trabalho na busca por vítimas da tragédia, que aconteceu em 25 de janeiro deste ano.

Até o momento, 246 mortos foram identificados e outros 24 ainda constam como desaparecidos.

Segurança nos Estados

O Ministério da Justiça e Segurança Pública oficializou na quarta-feira , em Brasília, a doação de 42 mil itens de segurança para todos os 26 governos estaduais e o Distrito Federal.

Os bens, que fazem parte do acervo da Força Nacional de Segurança Pública, estão avaliados em R$ 43 milhões e incluem armamentos, munições, viaturas, equipamentos de proteção individual (EPI), equipamentos de proteção coletiva e coletes balísticos.

A cerimônia de doação, que ocorreu na Praça dos Três Poderes, contou com a presença do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e do ministro da Justiça, Sergio Moro. Integrantes da Força Nacional realizaram um desfile militar para exibir parte dos equipamentos doados.

De acordo com o secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Teóphilo, os itens estavam guardados em depósitos da Força Nacional em diversas partes do país, muitos deles ociosos e próximos do prazo de validade.

Em rápido pronunciamento, Sergio Moro ressaltou que a iniciativa visa reforçar a parceria federativa entre União, estados e municípios, nas ações de segurança pública.

Ele também ressaltou a queda nos índices de criminalidade registrada nos primeiros meses do ano. Segundo o próprio Ministério da Justiça, a taxa de homicídios recuou 23% no primeiro bimestre.

– Essa redução é alvissareira, embora, devemos ressalvar que, mesmo com essa redução, os números ainda existentes são muito ruins – disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *