Boris Johnson diz que britânicos querem Brexit, não eleições

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 14 de agosto de 2019 as 11:26, por: CdB

O premiê do Reino Unido, Boris Johnson, disse nesta quarta-feira que os britânicos querem políticos que deem continuidade ao Brexit.

Por Redação, com Reuters – de Londres/Berlim

O premiê do Reino Unido, Boris Johnson, disse nesta quarta-feira que os britânicos querem políticos que deem continuidade ao Brexit e estavam frustrados por a saída da União Europeia não ter sido garantida.

Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson

Questionado sobre a possibilidade de convocar eleições após 31 de outubro para assegurar que o Parlamento não pudesse evitar o prazo, Johnson disse achar que “o público britânico já teve muitas eleições e eventos eleitorais”.

– Acho que o que eles querem que façamos é cumprir o Brexit em 31 de outubro, e eu nunca me canso de dizer que é isso que faremos – Johnson disse em uma sessão de perguntas e respostas no Facebook.

– Vamos sair da União Europeia em 31 de outubro – afirmou. “Acho que é por isso que o povo votou e eles se sentem muito frustrados que três anos após darem esse parecer, e depois de o Parlamento britânico prometer de novo e de novo ao povo que o faria, eles se sentem muito irritados e frustrados que não tenha acontecido —então essa é a primeira coisa que vamos fazer.”

Missão europeia no Estreito de Hormuz

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse nesta quarta-feira acreditar na ideia de que uma missão naval europeia no Estreito de Hormuz seria novamente discutida em reuniões informais entre os ministros europeus das Relações Exteriores e da Defesa ainda neste mês na Finlândia.

– Eu acho que o tópico sobre uma missão europeia será discutido lá novamente porque essa conversa ainda não aconteceu em lugar algum e então eu acredito que a Presidência finlandesa terá um papel de coordenadora nisso – disse Merkel em uma coletiva de imprensa após se reunir com o presidente da Lituânia, Gitans Nauseda, que visita a Alemanha.

União Europeia

Os ministros europeus das Relações Exteriores e da Defesa devem se reunir informalmente em Helsinque no fim de agosto. A Finlândia assumiu a Presidência rotativa da União Europeia em 1º de julho.

Na semana passada, o Reino Unido se juntou aos Estados Unidos em uma missão de segurança marítima no Golfo Pérsico para proteger navios mercadores que viajam pelo Estreito de Hormuz, após o Irã apreender um navio com bandeira britânica. Duas semanas antes, o Reino Unido havia pedido uma missão naval liderada pela Europa.

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heijo Maas, disse que o país não irá participar de uma campanha liderada pelos EUA no Estreito de Hormuz e que isso favorece uma missão europeia, mas alertou que também era complicado avançar nessa questão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *