Brasil arrecada R$ 1,7 trilhão em impostsos neste 2019

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 11 de setembro de 2019 as 10:08, por: CdB

A carga tributária brasileira em 2018 foi de R$ 2,39 trilhões, o que representa 35,07% do Produto Interno Bruto (PIB).

Por Redação, com Sputnik – de São Paulo

União, Estados e municípios já arrecadaram R$ 1,7 trilhão em 2019, segundo o Impostômetro, iniciativa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A cifra foi alcançada com 14 dias de antecedência em relação a 2018.

Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro contribuem 49,86% de toda a carga tributária brasileira, informa o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário.

Os números do Impostômetro são calculados com base em levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, explica o economista-chefe da ACSP Marcel Solimeo.

– É um valor bastante alto, que representa o quanto a sociedade contribui para o governo – disse Solimeo à Agência de Notícia Sputnik Brasil.

– O pior é que o recebido em contrapartida, em termos de serviços, deixa muito a desejar. Nós temos o pior dos mundos, pagamos muito e recebemos um retorno muito precário – completou.

A carga tributária brasileira em 2018 foi de R$ 2,39 trilhões, o que representa 35,07% do Produto Interno Bruto (PIB). A cifra está próxima da participação dos impostos no PIB média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que em 2016 foi de 34%.

Os estados de São Paulo e Rio de Janeiro contribuem 49,86% de toda a carga tributária brasileira, informa o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário. A mesma pesquisa também indica que o Distrito Federal é a unidade da federação que mais paga tributos em proporção à sua população, com uma média de arrecadação de R$ 58.486,78 por pessoa.

O economista-chefe da ACSP defende que o Governo Federal precisa cortar gastos e que ele fica “muito amarrado com os direitos garantidos pela Constituição para diversas categorias e finalidades”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *