Brasil treina no estádio Luzhniki com Douglas Costa no lugar de Neymar

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 22 de março de 2018 as 13:37, por: CdB

A atividade aconteceu com menos frio do que as anteriores, já que os termômetros marcavam em torno de zero grau, acima do registrado nos últimos três dias, período em que os pentacampeões mundiais estão no país-sede da próxima edição do torneio

Por Redação, com EFE – de Moscou:

A seleção brasileira pisou nesta quinta pela primeira vez no gramado do remodelado estádio Luzhniki, palco do amistoso desta sexta-feira com a Rússia, e da abertura e final da Copa do Mundo, em atividade que Tite alinhou equipe com Philippe Coutinho como meia e Douglas Costa no lugar de Neymar.

A seleção brasileira pisou nesta quinta pela primeira vez no gramado do remodelado estádio Luzhniki, palco do amistoso desta sexta-feira

A atividade aconteceu com menos frio do que as anteriores, já que os termômetros marcavam em torno de zero grau, acima do registrado nos últimos três dias, período em que os pentacampeões mundiais estão no país-sede da próxima edição do torneio.

No 11 inicial que será utilizado nesta sexta-feira, no amistoso contra a Rússia, os destaques são as três mudanças, a principal delas, Douglas Costa ocupando o lugar de Neymar, que se recupera de fratura no quinto metatarso do pé direito.

Philippe Coutinho

Ainda no setor ofensivo, Philippe Coutinho será recuado para atuar na linha de meio, ao lado de Paulinho, na vaga de Renato Augusto. Com isso, William também estará no setor de ataque, que será completado por Gabriel Jesus.

Na zaga, Marquinhos será preservado, já que se recuperou de lesão muscular recentemente. O substituto será o companheiro de Paris Saint-Germain Thiago Silva, que fará dupla com Miranda. Outra novidade é que o goleiro Alisson será capitão da seleção pela primeira vez na carreira.

Com isso, a escalação na partida contra os anfitriões da Copa será: Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian, Douglas Costa e Gabriel Jesus.

Técnico da Alemanha

O técnico Joachim Löw, da seleção alemã, revelou nesta quinta-feira; que o desempenho de Itália e Espanha nas Copas do Mundo seguintes a conquista dos títulos de 2006 e 2010, respectivamente; é uma referência para a participação na próxima edição do torneio; que acontece neste ano, na Rússia.

– Sabemos que somos o adversário a ser batido, após termos vencido o Mundial e a Copa das Confederações. Não queremos que aconteça conosco o que houve com outros, como Espanha e Itália; que tiveram que voltar mais cedo para casa – disse o comandante, em entrevista coletiva.

Amanhã, a Alemanha enfrentará a seleção espanhola, que, no Brasil; caiu na primeira fase, com direito a derrota para a Holanda por 5 a 1; logo na estreia. Quatro anos antes, os italianos se despediram da edição disputada na África do Sul, sem uma vitória sequer.

Os atuais campeões mundiais, que derrotaram a Argentina no Maracanã, em 2014; estão agora no grupo F da Copa que será realizada na Rússia. Os alemães pegarão México, Coreia do Sul e Suécia, nessa ordem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *