Brexit: Alemanha avalia medidas emergenciais para conter pânico

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 16 de outubro de 2019 as 11:05, por: CdB

Alemanha é o membro mais significativo de um grupo de países a considerar uma proibição temporária sobre a venda a descoberto em ações, incluindo a Itália e a Holanda.

Por Redação, com Reuters – de Berlim

A Alemanha pode usar medidas emergenciais para combater qualquer pânico no mercado devido a um Brexit complicado, disse uma autoridade com conhecimento direto do assunto, como proibir apostas contra a queda nos preços das ações, o que foi utilizado pela última vez durante a crise financeira.

Os preparativos ressaltam o elevado estado de alerta do continente, com as negociações para garantir a saída ordenada do Reino Unido da União Europeia pesando
Os preparativos ressaltam o elevado estado de alerta do continente, com as negociações para garantir a saída ordenada do Reino Unido da União Europeia pesando

A Alemanha, cujo mercado acionário de Frankfurt é um dos maiores da Europa, é o membro mais significativo de um grupo de países a considerar uma proibição temporária sobre a venda a descoberto em ações, incluindo a Itália e a Holanda.

Embora ainda não tenham sido acionadas medidas de emergência, os preparativos ressaltam o elevado estado de alerta do continente, com as negociações para garantir a saída ordenada do Reino Unido da União Europeia pesando.

No caso de uma queda nos mercados, as autoridades da Alemanha, Itália e Holanda poderão restringir a forma de negociação conhecida como “venda a descoberto”, disseram autoridades desses países à Reuters, a fim de conter qualquer exagero nas oscilações de preços.

Boris Johnson

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, prometeu tirar o Reino Unido do bloco em 31 de outubro, independentemente de um acordo de retirada ter sido alcançado ou não. Ele não explicou como pode contornar uma lei aprovada pelo parlamento dizendo que o Reino Unido não pode sair sem um acordo.

Muitos banqueiros, no entanto, temem que a falta de acordo nesta semana possa abalar os mercados bem mais cedo.

O regulador de mercados da Alemanha BaFin provavelmente identificará uma cesta de empresas particularmente vulneráveis às consequências econômicas do Brexit para aplicar uma proibição temporária à venda a descoberto, disse uma segunda fonte com conhecimento do assunto.

Recessão técnica alemã

As encomendas à indústria da Alemanha caíram mais do que o esperado em agosto devido à demanda doméstica mais fraca, mostraram dados divulgados no início de outubro, ampliando os sinais de que as perdas na indústria estão levando a maior economia da Europa à recessão.

O contratos para produtos fabricados na Alemanha caíram 0,6% em agosto sobre o mês anterior, contra expectativa de queda de 0,3%. A demanda por bens de capital recuou 1,6%, informou o Ministério da Economia.

– A economia alemã está no meio de uma recessão. Os dados de hoje deixam isso claro de novo – disse Thomas Gitzel, economista do VP Bank Group.

A economia encolheu 0,1% no segundo trimestre, e dados recentes indicam uma contínua fraqueza na indústria no terceiro trimestre. A maioria dos economistas define recessão como dois trimestres seguidos de contração.

– O governo alemão provavelmente ficará sobre crescente pressão para abandonar sua política de orçamento rígido – completou Gitzel.

Até agora o governo tem mantido sua política de orçamento equilibrado, apesar da pressão de economistas e outros governos para gastar mais e alimentar a demanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *