ByteDance solicita licença de exportação de tecnologia na China

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 24 de setembro de 2020 as 12:38, por: CdB

A ByteDance solicitou uma licença de exportação de tecnologia na China enquanto corre para fechar um acordo com a Oracle e o Walmart, que deve encerrar os planos do governo dos Estados Unidos de proibir seu aplicativo TikTok por motivos de segurança.

Por Redação, com Reuters – de Xangai

A ByteDance solicitou uma licença de exportação de tecnologia na China enquanto corre para fechar um acordo com a Oracle e o Walmart, que deve encerrar os planos do governo dos Estados Unidos de proibir seu aplicativo TikTok por motivos de segurança.

A ByteDance solicitou uma licença de exportação de tecnologia na China
A ByteDance solicitou uma licença de exportação de tecnologia na China

A empresa de Pequim enviou o pedido ao escritório de comércio municipal de Pequim e está aguardando uma decisão, disse em sua página na plataforma de notícias online Toutiao nesta quinta-feira, sem se referir às negociações em andamento sobre suas operações nos Estados Unidos.

A solicitação ocorre cerca de um mês depois que a China anunciou a primeira atualização em 12 anos de sua lista de tecnologias sujeitas a proibições ou restrições de exportação, de maneira que, segundo especialistas, deu ao governo o poder sobre qualquer acordo pelo TikTok. Pode levar até 30 dias para obter a aprovação preliminar para exportar essa tecnologia.

O porta-voz do Ministério do Comércio chinês, Gao Feng, disse a repórteres nesta quinta-feira que o pedido foi recebido e seria tratado de acordo com os regulamentos e procedimentos relevantes.

TikTok

A ByteDance disse que seu acordo com a Oracle e o Walmart verá a criação de uma empresa norte-americana independente e não envolve qualquer transferência de tecnologia, embora a Oracle seja capaz de inspecionar o código do TikTok dos EUA.

Também afirmou que o acordo precisa da aprovação da China e dos Estados Unidos.

Em resposta a uma pergunta sobre a solicitação do TikTok, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin, disse nesta quinta-feira que a China apoia o uso de recursos legais relevantes para as empresas defenderem seus direitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *