Cavani não poderá estrear pelo Manchester United por causa de regras da covid-19

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 13 de outubro de 2020 as 11:59, por: CdB

Edinson Cavani, do Manchester United, terá de esperar para estrear na Premier League depois que o clube confirmou nesta terça-feira que o jogo deste fim de semana contra o Newcastle United é cedo demais para o atacante uruguaio, que ainda está em isolamento.

Por Redação, com Reuters – de Londres/Madri

Edinson Cavani, do Manchester United, terá de esperar para estrear na Premier League depois que o clube confirmou nesta terça-feira que o jogo deste fim de semana contra o Newcastle United é cedo demais para o atacante uruguaio, que ainda está em isolamento.

Edinson Cavani durante partida do Paris St Germain contra o Bordeaux
Edinson Cavani durante partida do Paris St Germain contra o Bordeaux

Cavani, que se juntou ao United em uma transferência gratuita do Paris St Germain na semana passada, deve permanecer em isolamento por 14 dias após sua chegada ao Reino Unido devido às diretrizes em vigor para evitar a disseminação da covid-19.

O jogador de 33 anos, que vestirá a célebre camisa 7 do clube, estará disponível para a primeira partida da fase de grupos da Liga dos Campeões na próxima semana, contra seu ex-clube, o PSG.

Cavani, que deixou o campeão da Ligue 1 após o término de seu contrato na temporada passada, é o maior artilheiro da história do clube francês, com 200 gols, mas não joga desde março, antes de a temporada do campeonato ser cancelada devido à pandemia do coronavírus.

O United enfrenta o Newcastle

O United enfrenta o Newcastle no St James’ Park no próximo sábado e o técnico Ole Gunnar Solskjaer também não poderá contar com o atacante francês Anthony Martial, que foi expulso na última partida, uma derrota por 6 a 1 para o Tottenham Hotspur.

Martial também está suspenso para os jogos em casa do United contra o Chelsea e o Arsenal.

 Lionel Messi

Lionel Messi pode ser convencido a permanecer no Barcelona além desta temporada, apesar do interesse do Manchester City, segundo seu ex-companheiro de equipe Luis Suárez.

O capitão do Barça tentou forçar sua saída do clube no final da temporada, mas concordou em ficar até o final de seu contrato, em junho de 2021.

O atacante argentino Messi, de 33 anos, revelou suas frustrações com a diretoria do clube e falta de planejamento, mas disse que daria tudo de si nesta temporada.

Messi, maior artilheiro de todos os tempos do Barcelona, estará livre para negociar com outros clubes a partir de janeiro, incluindo o City, comandado por Pep Guardiola, que está interessado em atraí-lo para Manchester.

– Talvez haja a possibilidade de ele jogar por outro clube, mas se ele se sentir confortável e feliz e uma nova diretoria entrar, ele vai querer ficar no clube – disse o atacante Suárez, do Atlético de Madri, ao programa 90 Minutos da ESPN.

– Como amigo, ficarei feliz se as coisas correrem bem para ele (no Barça), mas também se ele for para outro clube.

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, convocou eleições no clube para março de 2021, mas pode ser forçado a sair antes, uma vez que uma votação de desconfiança está prevista para ser apresentada contra ele e a diretoria.

Não haverá falta de pretendentes se Messi decidir deixar o Camp Nou. O chefe de operações do Manchester City, Omar Berrada, deixou a porta aberta para o atacante em entrevista ao Manchester Evening News.

– É quase impossível adivinhar o que vai acontecer no próximo verão – disse Berrada. “Messi é um talento geracional, ele é o melhor jogador do mundo e provavelmente uma exceção a potenciais investimentos que faríamos fora do comum.”

– Para cada posição temos que estar preparados porque há muitas coisas que podem acontecer, mas ao mesmo tempo acho que temos a solidez financeira e capacidade de fazer esse investimento (para um atacante), quando necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *