CEO da Premier League apoia ‘Black Lives Matter’ em camisas dos times ingleses

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 16 de junho de 2020 as 13:21, por: CdB

O presidente-executivo da Premier League, Richard Masters, afirmou que apoia a iniciativa de ter o slogan Black Lives Matter nas camisas dos jogadores nas partidas da liga inglesa nesta semana, dizendo que representa mais uma postura ética do que política.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O presidente-executivo da Premier League, Richard Masters, afirmou que apoia a iniciativa de ter o slogan Black Lives Matter nas camisas dos jogadores nas partidas da liga inglesa nesta semana, dizendo que representa mais uma postura ética do que política.

Masters disse que o apoio ao "Black Lives Matter" precisa ser seguido por políticas concretas
Masters disse que o apoio ao “Black Lives Matter” precisa ser seguido por políticas concretas

A Premier League recomeça nesta quarta-feira, e as equipes terão logotipos apoiando o Serviço Nacional de Saúde britânico na frente de suas camisas e as palavras Black Lives Matter substituindo seus nomes acima do número nas costas.

As mensagens

– Eu os apoio a usar plataformas para promover boas causas. As mensagens que vocês verão nas partidas da Premier League em relação a agradecer ao NHS, com o logotipo ‘Heart NHS’ na frente das camisas e também mensagens contra a discriminação são questões que todos os jogadores sentem – disse Masters à Sky Sports nesta terça-feira.

– Eu acredito que é bom que os jogadores usem suas vozes para fazer o que eu acho que são julgamentos éticos de valor, e não declarações políticas. São mensagens unificadoras, e nós os apoiamos e os clubes também – acrescentou.

Masters disse que o apoio ao Black Lives Matter precisa ser seguido por políticas concretas, mas ele acrescentou que a Premier League não tem planos de introduzir uma regra no estilo dos Estados Unidos para garantir que membros de minorias sejam entrevistados para vagas de treinadores.

Bundesliga

Clubes ingleses ameaçados de rebaixamento que foram contrários a jogar em locais neutros podem estar olhando nervosamente para o Campeonato Alemão, depois que 56 partidas em estádios vazios produziram apenas 12 vitórias para times da casa.

A Premier League retornará na quarta-feira após paralisação de três meses por causa da pandemia de covid-19, e dados produzidos pela empresa Gracenote dos “jogos fantasmas” da Alemanha mostram uma mudança radical, em que a vantagem de atuar em casa foi eliminada em estádios vazios.

Desde que a liga alemã recomeçou no mês passado, as vitórias em casa caíram de 43%, com os torcedores presentes no início da temporada, para 21% com portões fechados.

Brighton & Hove Albion, West Ham United e Watford, todos a dois pontos da zona de rebaixamento da Premier League,  junto com o Aston Villa, 19º colocado, concordaram que o reinício da temporada em locais neutros afetaria a integridade da competição.

O executivo-chefe do Aston Villa, Christian Purslow, disse que locais neutros podem ser particularmente difíceis para o seu clube, que conquistou 17 dos 25 pontos no Villa Park.

– Quando você diz a qualquer clube: ‘Queremos que você concorde com várias mudanças nas regras que podem aumentar a probabilidade de você ser rebaixado – declarou Purslow ao talkSPORT no mês passado.

– Eles não estão pensando no dinheiro da TV, estão pensando: ‘Meu Deus, vou concordar com algo que resulta em ser rebaixado e perder 200 milhões de libras (US$ 251,26 milhões )?’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *