China concorda com os Estados Unidos sobre cancelar tarifas em fases

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 7 de novembro de 2019 as 11:54, por: CdB

A expectativa é de que um acordo comercial provisório entre EUA e China inclua uma promessa dos EUA de retirar as tarifas marcadas para entrar em vigor em 15 de dezembro.

Por Redação, com Reuters – de Pequim

A China e os Estados Unidos concordaram em cancelar em fases as tarifas adotadas durante sua guerra comercial, disse o Ministério do Comércio da China nesta quinta-feira, sem especificar um cronograma.

A expectativa é de que um acordo comercial provisório entre EUA e China inclua uma promessa dos EUA de retirar as tarifas marcadas para entrar em vigor em 15 de dezembro sobre cerca de US$ 156 bilhões em importações chinesas, incluindo celulares, laptops e brinquedos.

Para ministro, o cancelamento das tarifas era uma condição importante para qualquer acordo
Em meio a uma guerra comercial, para ministro, o cancelamento das tarifas era uma condição importante para qualquer acordo

O cancelamento das tarifas era uma condição importante para qualquer acordo, disse o porta-voz do ministério, Gao Feng, acrescentando que ambos devem cancelar simultaneamente algumas tarifas para alcançar a “fase um” de um acordo comercial.

– A guerra comercial começou com tarifas, e deve terminar com o cancelamento de tarifas – disse Gao em entrevista.

A proporção de tarifas canceladas para que ambos os lados cheguem à “fase um” do acordo tem que ser a mesma, mas o número a ser cancelado pode ser negociado, completou ele, sem dar detalhes.

– Nas últimas duas semanas, os principais negociadores de ambos os lados tiveram discussões sérias e construtivas para resolver várias preocupações de forma apropriada – disse Gao.

-Ambos os lados concordaram em cancelar tarifas adicionais em diferentes fases, já que os dois fizeram progresso em suas negociações – completou.

Um acordo pode ser assinado este mês entre os presidentes dos EUA, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, em um local ainda a ser determinado.

Na última sexta-feira, o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross afirmou que a fase 1” de um acordo comercial entre Estados Unidos e China parece estar bem e deve ser assinada em meados de novembro, embora uma data definida ainda seja dúvida.

Índices chineses com pouca variação

Os índices acionários chineses tiveram pouca variação nesta quinta-feira, uma vez que a cautela reinou devido às notícias de que um encontro entre os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, para assinar um acordo comercial preliminar pode ser adiado.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, ganhou 0,18%, enquanto o índice de Xangai terminou estável.

As ações chinesas se firmaram recentemente devido às expectativas de que os dois países irão assinar a “fase um” de um acordo comercial este mês para dar uma pausa na guerra comercial.

Mas uma autoridade do governo Trump disse à agência de notícias britânica Reuters na quarta-feira que a reunião para assinar o acordo pode ser adiada até dezembro, já que continuam as discussões sobre termos e local.

Nesta quinta-feira, o Ministério do Comércio da China afirmou que ambos os países concordaram em cancelar em fases as tarifas adotadas durante sua guerra comercial, sem especificar um cronograma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *