Comlurb beneficia mil jovens em programa de capacitação profissional

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 21 de junho de 2019 as 13:41, por: CdB

A Comlurb pretende ampliar o número de jovens aprendizes e apresentar um cronograma de atendimento e cumprimento à lei.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, participou, na quarta-feira, no Palácio da Cidade, da solenidade de assinatura do Termo de Ajuste do Programa Jovem Aprendiz/Comlurb.

Jovens aprendizes em solenidade no Palácio da Cidade

O programa visa a garantir o cumprimento da Lei Federal n° 10.097/2000, do Decreto Federal n° 5.598/2005 e de regulamentações específicas que exigem da companhia, na condição de empregadora, a contratação de aprendizes em quantitativo mínimo de 5% do total de empregados. Ao todo, cerca de 1.000 jovens serão beneficiados, a maioria em situação de vulnerabilidade e risco social.

Ao se dirigir ao grupo de jovens convidados para a solenidade, Crivella pediu dedicação e empenho a eles.

– Sejam ótimos funcionários. Porque depois, se tudo der certo, teremos bons argumentos para levá-los para outros setores da prefeitura, autarquias empresas. O programa é elogiado, evita que jovens fiquem sujeitos a tentações e armadilhas – justificou o prefeito.

O programa capacita e qualifica jovens para o mercado de trabalho por meio de formação técnico-profissional, gerando um meio de renda e oportunidade de inserção dos jovens no mercado de trabalho, agregando valor à sociedade. É um programa que muda a vida de pessoas e famílias, construindo um futuro melhor para toda sociedade através da educação/especialização.

A Comlurb pretende ampliar o número de jovens aprendizes e apresentar um cronograma de atendimento e cumprimento à lei. Participaram do evento o presidente da Comlurb, Tarquinio Almeida, e diretores da companhia, o secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, João Mendes, e membros do Tribunal de Justiça, da Secretaria Municipal de Fazenda e da Superintendência Regional do Trabalho. Dez jovens aprendizes da Comlurb estavam na æcerimônia.

– Estou amadurecendo como pessoa – diz jovem

O desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo, do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, reconheceu que o Poder Judiciário, no passado, só atuava como “ente repressor” junto aos jovens, aplicando medidas sócio- educativas.

– Hoje, estamos em festa com esse evento. Através da Comissão de Articulação de Programas do TJ, estamos tentando encontrar o caminho correto para os adolescentes. E o caminho correto é esse, da Educação,  da qualificação e do trabalho – disse o desembargador.

Programa

Para Tarquínio, a responsabilidade e compromisso da Comlurb em relação ao programa vêm sendo cumprido com esmero:

– Nos sentimos orgulhosos. O prefeito sofre com o ócio de jovens. O ócio lhe causa angústia. Por isso temos dado rapidez e dinamismo ao Jovem Aprendiz – assegurou.

O auditor fiscal do Trabalho, da Superintendência Regional do Trabalho do Río de Janeiro, Rogério Santos, elogiou a disposição do governo Marcelo Crivella em cumprir a parceria com a Justiça.

– Na gestão de Marcelo Crivella, finalmente conseguimos fazer com que o projeto se concretizasse, especialmente com o cumprimento do sistema de cotas, sobretudo, em prol de quase 1 mil jovens – comentou Rogério, destacando também a atuação do secretário João Mendes no processo.

Milena Rodrigues, de 20 anos, uma das jovens aprendizes, disse que o programa já está mudando radicalmente sua vida.

– Passei a não depender mais totalmente dos meus pais, nem financeiramente. Estou amadurecendo como pessoa – disse.

Pedro Santos Moura, de 19 anos, por sua vez, explicou que o Jovem Aprendiz o faz sentir incluso na sociedade.

– Eu me sinto útil e um cidadão de verdade – resumiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *