Congressistas concordam em reduzir o valor do Fundo Eleitoral

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 17 de dezembro de 2019 as 14:33, por: CdB

Uma parte das legendas do ‘Centrão’ ainda defendia, nesta terça-feira, a ampliação para R$ 2,5 bilhões, mas se chegou a um consenso com os partidos em favor de um financiamento mais enxuto para as próximas eleições.

 

Por Redação – de Brasília

 

Os líderes dos partidos no Congresso chegaram a um acordo em torno do valor do fundo eleitoral que financiará as campanhas dos pleitos municipais em 2020. A cifra de R$ 2 bilhões foi aceita pela maioria das duas Casas Legislativas.

A proposta foi aprovada pelos deputados na noite de terça-feira e, agora, será encaminhada ao Senado
A proposta foi aprovada pelos congressistas, nesta terça-feira, e agora será encaminhada para sanção presidencial

Ao longo das últimas semanas, a pauta foi motivo de controvérsias com o governo e dentro do próprio Congresso. Inicialmente, cogitou-se aprovar um fundo de R$ 3,8 bilhões.

Após uma série de negociações, os líderes partidários recuaram e passaram a aceitar um valor menor para o fundo de financiamento das eleições de 2020 até que, na semana passada, interlocutores de Bolsonaro tentaram um consenso em relação ao valor de R$3,8 bilhões, mas o ocupante do Planalto desautorizou a articulação de líderes aliados e insistiu em um teto de R$ 2 bilhões.

Orçamento

Uma parte das legendas do ‘Centrão’ ainda defendia, nesta terça-feira, a ampliação para R$ 2,5 bilhões, mas se chegou a um consenso com os partidos em favor de um financiamento mais enxuto.

O relatório final do Orçamento, que inclui o novo patamar do financiamento de campanha, será divulgado nas próximas horas, pouco antes da votação do projeto no Congresso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *