Congresso dos EUA deve concluir análise sobre grandes empresas de tecnologia

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 24 de julho de 2020 as 12:15, por: CdB

Um aguardado relatório sobre as práticas comerciais de quatro das maiores empresas de tecnologia dos Estados Unidos, com recomendações sobre como controlar seu poder de mercado, deve ser divulgado neste trimestre pelo painel antitruste do Comitê Judiciário da Câmara dos Deputados do país, disseram assessores.

Por Redação, com Reuters – de Washington

Um aguardado relatório sobre as práticas comerciais de quatro das maiores empresas de tecnologia dos Estados Unidos, com recomendações sobre como controlar seu poder de mercado, deve ser divulgado neste trimestre pelo painel antitruste do Comitê Judiciário da Câmara dos Deputados do país, disseram assessores.

Todas as quatro empresas vão testemunhar voluntariamente e nenhuma intimação foi emitida, disseram os assessores do comitê
Todas as quatro empresas vão testemunhar voluntariamente e nenhuma intimação foi emitida, disseram os assessores do comitê

O comitê recebeu 1,3 milhão de documentos das empresas até o momento, afirmaram os assessores em teleconferência com jornalistas na quinta-feira.

O painel vai questionar os presidentes de Facebook, Amazon.com, Alphabet e Apple na investigação sobre os impactos de práticas comerciais das empresas contra rivais menores. Uma audiência estava marcada para 27 de julho, mas foi adiada.

Na quinta-feira, à agência inglesa de notícias Reuters informou que os executivos-principais se defenderão dizendo que suas empresas enfrentam intensa concorrência e que vão negar que as companhias são dominantes.

As quatro empresas

Todas as quatro empresas vão testemunhar voluntariamente e nenhuma intimação foi emitida, disseram os assessores do comitê.

Em resposta a questionamentos sobre o formato da audiência, assessores disseram que haverá um único painel com os quatro presidentes participando por videoconferência.

Questionado se a audiência descobriria novas informações, um assessor sênior disse que apesar do risco das empresas nem sempre responderem totalmente às perguntas, é importante ouvir os tomadores de decisão. “Isso não é como uma audiência normal de supervisão, onde ouvimos os presidentes e seguimos em frente.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *