Copa América: CBF é multada por cantos homofóbicos de torcida

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 28 de junho de 2019 as 11:06, por: CdB

Além de gritos nos tiros de meta, torcedores dentre os 46 mil presentes no estádio do Morumbi na partida em 14 de junho também acenderam sinalizadores durante a vitória de 3 a 0 da seleção brasileira.

Por Redação, com Reuters – de São Paulo

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) foi multada em US$ 15 mil por cantos homofóbicos da torcida do Brasil na partida contra a Bolívia que abriu a Copa América, informou a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) na quinta-feira.

Brasil x Bolívia no estádio do Morumbi

Além de gritos nos tiros de meta, torcedores dentre os 46 mil presentes no estádio do Morumbi na partida em 14 de junho também acenderam sinalizadores durante a vitória de 3 a 0 da seleção brasileira.

A nação anfitriã avançou para as semifinais do torneio após derrotar o Paraguai por 4 a 3 nos pênaltis na quinta-feira. Os dois times empataram sem gols durante o tempo normal.

Richarlison é diagnosticado com caxumba

O atacante Richarlison está temporariamente afastado dos compromisso da seleção brasileira por conta de um quadro de caxumba, disse a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que informou ainda que toda delegação brasileira precisará ser vacinada.

O jogador não foi relacionado para o jogo de quinta-feira contra o Paraguai, pelas quartas de final da Copa América na Arena Grêmio, em Porto Alegre. Segundo a CBF, Richarlison está em repouso absoluto e isolado do resto do grupo para evitar a contaminação dos demais atletas.

“O jogador foi diagnosticado com um quadro de caxumba. O tratamento requer repouso absoluto, medicação e isolamento do grupo por conta do risco de transmissão da doença”, informou a entidade.

Richarlison está recebendo atenção dedicada do Departamento Médico da seleção.

A CBF informou que por prevenção e por recomendação médica, a delegação da seleção brasileira será vacinada após o jogo contra o Paraguai.

As quartas de final da Copa América começaram na quinta com o jogo entre Brasil e Paraguai. Os demais confrontos envolvem Argentina e Venezuela, Chile e Colômbia e Peru e Uruguai.

Brasil vence Paraguai nos pênaltis

A Seleção Brasileira venceu o Paraguai nos pênaltis por 4 a 3 após empatar em 0 a 0 no tempo regulamentar. Gabriel Jesus fez a cobrança que definiu a classificação. O resultado leva a Seleção para a semi-final da Copa América. Vai enfrentar o vencedor de Argentina e Venezuela, que jogam nesta sexta.

Durante a partida, o Brasil teve uma série de chances de abrir o marcador, mas esbarrou na atuação do goleiro Gatito Fernandez. Ele fez pelo menos três defesas que evitaram a vitória brasileira.

A pressão aumentou no segundo tempo depois que o zagueiro Balbuena foi expulso. Ele fez falta em Willian na entrada da grande área. A partir desse momento, o jogo se transformou em ataque contra defesa.

Gabriel Jesus e Everton Cebolinha provocaram jogadas de perigo durante toda a partida. A zaga paraguaia levou a melhor na maior parte do tempo. Quando a bola passava, o goleiro fazia a diferença. Em um dos lances mais agudos, Willian chutou na trave.

O único lance de perigo a favor do Paraguai foi no primeiro tempo, quando Derlis González recebeu sozinho dentro da área. Alisson evitou o gol adversário.

No segundo tempo, a sensação era que o gol do Brasil sairia a qualquer momento. Inclusive, dentro dos sete minutos de acréscimos. Mas a partida foi para mais uma dramática cobrança de pênaltis. Pelo Paraguai, dois jogadores que atuam no Brasil perderam suas cobranças: Gustavo Gómez (do Palmeiras) e Derlis González (do Santos). Pelo Brasil, Firmino desperdiçou. No final, 4 a 3, torcida brasileira feliz e passaporte para a semi carimbado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *