David Luiz diz que foi para o Arsenal em busca de novo desafio

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 19 de agosto de 2019 as 11:57, por: CdB

O zagueiro David Luiz disse que decidiu migrar do Chelsea para o rival Arsenal em busca de um desafio diferente.

Por Redação, com Reuters – de Londres/Roma/Hong Kong

O zagueiro David Luiz disse que decidiu migrar do Chelsea para o rival Arsenal em busca de um desafio diferente após uma “conversa honesta” com o técnico Frank Lampard sobre o novo rumo do clube da liga inglesa.

David Luiz durante partida do Arsenal contra o Burnley pelo Campeonato Inglês

David Luiz, de 32 anos, mudou de time londrino no último dia de prazo e assinou um contrato de dois anos depois das três temporadas de sua segunda passagem pelo Chelsea. Ele estreou no Arsenal no último final de semana, em uma vitória de 2 a 1 sobre o Burnley em casa.

Chelsea

Como o Chelsea está sujeito à janela de transferência da Uefa, a diretriz de Lampard foi contratar jogadores jovens, escolhendo escalar Andreas Christensen e Kurt Zouma para a zaga nos dois primeiros jogos da liga inglesa.

– Todos sabem que eu estava muito feliz no Chelsea e conquistei muitos troféus lá. Tive uma conversa muito honesta com Lamps, e Lamps tinha ideias diferentes para seus planos para o ano – disse David Luiz aos repórteres.

– Então a melhor maneira de eu respeitar o clube como pude era me mudar, tentar um novo desafio e lhe dar a oportunidade de fazer seu trabalho.

– Estou muito feliz aqui, já que desde o primeiro dia me sinto bem-vindo. Este é um grande clube e quero estar aqui e vê-lo brilhar dentro e fora do campo.

O zagueiro disse que poderia ter ficado em Stamford Bridge, onde havia assinado uma renovação de contrato de dois anos no final da temporada passada depois de ajudar o time a ficar em terceiro lugar na liga, mas que preferiu buscar um novo desafio.

Balotelli vai para Brescia

O atacante italiano Mario Balotelli se uniu ao Brescia, time de sua cidade-natal, graças a uma transferência gratuita, disse o clube da liga italiana no domingo.

Balotelli, que foi liberado pelo Marselha no final da última temporada, atuará em um time italiano pela terceira vez, ele jogou na Inter de Milão, com a qual venceu três títulos do Campeonato Italiano, e no Milan.

O jogador será apresentado no Estádio Mario Rigamonti ainda nesta segunda-feira, e a mídia noticiou que o atleta de 29 anos assinou um contrato de três anos com o clube, que voltou à elite pela primeira vez desde 2011.

A nova temporada da liga começa neste final de semana, mas Balotelli precisará esperar para estrear, ele tem uma suspensão de quatro partidas a cumprir depois de receber um cartão vermelho em seu último jogo com o Marselha contra o Montpellier em maio.

Atacante brasileiro Elkeson

O atacante brasileiro Elkeson está prestes a se tornar o primeiro jogador sem ancestrais chineses a jogar pela seleção da China, depois que as autoridades de futebol do país o registraram para as eliminatórias asiáticas da Copa do Mundo no próximo mês.

A Confederação Asiática de Futebol anunciou a inclusão de Elkeson no seu site oficial no domingo, terminando com semanas de especulações sobre se o jogador de 30 anos havia recebido a cidadania chinesa e sido chamado pelo técnico Marcello Lippi para as eliminatórias da Copa do Catar 2022.

As autoridades chinesa flexibizaram as regras de elegibilidade para dar a Lippi a chance de levar a China à sua primeira Copa do Mundo desde 2002, quando o país disputou pela única vez o torneio.

O meia inglês Nico Yennaris, cuja mãe é chinesa, se tornou o primeiro estrangeiro a ser chamado para a seleção quando fez parte do time de Lippi que disputou um amistoso contra as Filipinas em junho. Ele jogou 55 minutos sob o nome de Li Ke.

A convocação de Elkeson, no entanto, é a a primeira de um jogador sem ancestrais chineses e se dá depois do seu sucesso no futebol chinês.

O atacante foi para o Guangzhou Evergrande em 2013 e seus gols ajudaram o clube a conquistas títulos da Liga de Campeões da Ásia. Ele foi transferido para o Xangai SIPG antes da temporada de 2016 e foi parte do time que ganhou o título da Super Liga chinesa pela primeira vez no ano passado. Há um mês, retornou ao Guangzhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *