Deputados decidem instar Pence a invocar 25ª Emenda contra Trump

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 13 de janeiro de 2021 as 11:10, por: CdB

A maioria dos parlamentares da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos votou na noite anterior para instar o vice-presidente norte-americano, Mike Pence, a invocar a 25ª Emenda para remover da Casa Branca o presidente Donald Trump.

Por Redação, com Sputnik – de Washington

A maioria dos parlamentares da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos votou na noite anterior para instar o vice-presidente norte-americano, Mike Pence, a invocar a 25ª Emenda para remover da Casa Branca o presidente Donald Trump.
Deputados dos EUA decidem instar Pence a invocar 25ª Emenda contra Trump
Deputados dos EUA decidem instar Pence a invocar 25ª Emenda contra Trump

A medida, aprovada por 220 votos a 205, ocorre após uma recusa por escrito do vice-presidente a seguir por esse caminho. Nesta quarta-feira, Pence enviou uma carta à presidente da câmara, Nancy Pelosi, dizendo que não pretendia invocar a 25ª Emenda acusando Trump de não estar apto para exercer o seu cargo a oito dias de sua substituição pelo presidente eleito Joe Biden.

Congresso dos EUA

Pedidos nesse sentido estão sendo feitos desde um complicado episódio, ocorrido no último dia 6, em Washington, em que apoiadores do atual chefe de Estado realizaram um motim no Congresso dos EUA a fim de impedir a certificação dos resultados da eleição presidencial vencida por Biden. Isso porque muitos consideraram a postura de Trump e seus discursos determinantes para o incidente, considerado uma espécie de ataque à democracia norte-americana.
No projeto aprovado na Câmara dos Representantes, os deputados pedem que Pence assuma o papel de presidente interino após declarar Trump “incapaz de cumprir com sucesso as funções e poderes de seu cargo”.
​Mais cedo, Trump afirmou que não estava preocupado com a possibilidade de um impeachment contra ele com base na 25ª Emenda à Constituição dos EUA, acrescentando que medidas como essa estariam contribuindo ainda mais para o aumento das tensões no país.

Posse de Biden

Um cidadão de Chicago, cidade do estado norte-americano de Illinois, foi detido na terça-feira por supostamente ameaçar realizar um ataque durante a posse do novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, no próximo dia 20.
Louis Capriotti, de 45 anos, foi preso nesta manhã, perto de sua casa, por “transmitir uma ameaça no comércio interestadual”, em uma ação que contou com representantes de diversos órgãos. Uma ação criminal foi apresentada no Tribunal Distrital de Chicago.
​De acordo com o Departamento de Justiça, no último dia 29, Capriotti teria enviado uma mensagem de áudio para um congressista dizendo que se alguns indivíduos estavam achando que Biden colocaria as mãos na Bíblia e entrar na Casa Branca em 20 de janeiro, eles estavam muito enganados. E, em seguida, fez ameaças ainda mais diretas:
“Vamos cercar a Casa Branca e mataremos qualquer democrata que pisar no gramado”, teria dito o acusado, segundo a denúncia, que também afirma que Capriotti tem um histórico de deixar mensagens de voz para parlamentares.
– Nosso escritório leva a segurança de nossos servidores públicos muito a sério – disse o procurador federal John R. Lausch, Jr., do Distrito do Norte de Illinois. “Indivíduos que cruzarem a linha da liberdade de expressão fazendo ameaças ilegais serão responsabilizados.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *