Dezenas de coalas são sacrificados na Austrália

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020 as 14:16, por: CdB

Vários animais que viviam em área explorada por madeireira morreram, e cerca de 80 estão sendo tratados por ferimentos e fome. Governo abriu investigação para achar os culpados. Espécie enfrenta risco de extinção.

Por Redação, com DW – de Sydney

Dezenas de coalas tiveram de ser sacrificados, e cerca de 80 estão sendo tratados devido a ferimentos e fome depois que seu habitat foi destruído no estado de Vitória, no sudeste da Austrália. O governo do país abriu, nesta segunda-feira, uma investigação sobre o ocorrido.

Coalas foram fortemente afetados por recentes incêndios florestais na Austrália
Coalas foram fortemente afetados por recentes incêndios florestais na Austrália

A Secretaria do Meio Ambiente de Vitória afirma que o órgão de conservação do estado investiga um “incidente muito lamentável” ocorrido numa plantação de eucaliptos perto da cidade costeira de Portland, que resultou na morte de dezenas de coalas.

“Se isso for causado por ação humana deliberada, esperamos que o órgão de conservação atue rapidamente contra os responsáveis”, afirmou a secretaria.

Os responsáveis podem enfrentar penas pesadas tendo em vista as leis de proteção à vida selvagem na Austrália, como multa de até 8 mil dólares australianos (cerca de 4.850 reais) e, ainda, um valor adicional de mais de US$ 800 australianos (R$ 485) por animal morto.

A Secretaria do Meio Ambiente afirmou que aproximadamente 80 coalas foram removidos do local da plantação de eucaliptos no fim de semana para receber tratamento médico, enquanto outros tiveram que ser sacrificados.

“A avaliação do bem-estar da vida selvagem continuará com cuidadores e veterinários qualificados”, afirmou a secretaria em comunicado. “Estão sendo feitos planos para retirar os animais restantes do local, se eles estiverem suficientemente bem para serem removidos.”

Helen Oakley, residente de Portland, foi uma das primeiras a chamar a atenção para o caso ao postar um vídeo no Facebook e afirmar que viu dezenas de coalas mortos no local. “Mães mortas e seus pequenos bebês. A Austrália deveria ter vergonha disso”, escreveu.

Alegações perturbadoras

Anthony Amis, pesquisador de coalas da organização ambiental Friends of the Earth, afirmou que as árvores foram cortadas até novembro passado por uma empresa madeireira chamada Midway e, depois, a área foi repassada a um proprietário de terras local. “Eles devem ter exterminado os coalas durante a remoção dos resíduos de madeira”, frisou.

Em nota, a Midway rejeitou as “alegações perturbadoras” de que teria prejudicado os animais e afirmou que deixou “um número apropriado de árvores para a população existente de coalas”.

As mortes dos animais vieram à tona após incêndios florestais devastadores destruírem grandes habitats de coalas no sudeste da Austrália e matarem milhares de animais, que estão listados como ameaçados de extinção.

A Associação Australiana de Produtos Florestais afirmou que uma empresa colheu eucaliptos na área em novembro, seguindo regras rígidas de proteção da vida selvagem, e que as árvores restantes foram removidas posteriormente.

– Ainda não está claro quem desmatou as árvores com os coalas aparentemente ainda nelas, mas é absolutamente certo que essa não era uma empresa de silvicultura ou de plantio – afirmou Ross Hampton, executivo;chefe da associação. “Apoiamos aqueles que pedem que toda a lei seja aplicada contra o criminoso.”

O lobby da indústria madeireira prometeu realizar sua própria investigação sobre o incidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *