Eduardo Bolsonaro propõe criar ‘dia da OCDE’ no Brasil

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 11 de outubro de 2019 as 12:48, por: CdB

No pedido, 03 conta uma breve história da organização, explica que o Brasil realizou pedido de entrada na OCDE em 2017 mostrando esperança de que o pedido será aceito.

Por Redação, com Sputnik e Reuters – de Brasília

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), apresentou na Câmara dos Deputados um Projeto de Lei (PL) para criar uma data comemorativa no Brasil. O PL5302/2019 que institui o “Dia da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE)” foi apresentado no dia 1º de outubro e segue em tramitação no Congresso Nacional.

A criação do
A criação do “dia da OCDE” é justificada pelo deputado como símbolo da conjugação de esforços entre os Poderes Executivo e Legislativo para a acessão do Brasil àquela organização internacional”

No texto do projeto de lei, o deputado conta uma breve história da organização, explica que o Brasil realizou pedido de entrada na OCDE em 2017 mostrando esperança de que o pedido será aceito.

“Quando for aceito, o Brasil passará a ter voz e voto, influenciando, sobremaneira, nos debates globais e no estabelecimento e revisão de padrões da organização”, afirma Bolsonaro no texto do PL.

A criação do “dia da OCDE” é justificada pelo deputado como símbolo da conjugação de esforços entre os Poderes Executivo e Legislativo para a acessão do Brasil àquela organização internacional”.

O projeto foi enviado ainda antes da notícia de que os EUA não enviaram apoio à candidatura brasileira na OCDE. A informação publicada na quinta-feira (10) pela agência Bloomberg pegou o governo de surpresa. Segundo a agência, os EUA usaram um “critério cronológico” para indicar Romênia e Argentina.

Em março deste ano, o presidente dos EUA, Donald Trump, assegurou que apoiaria a entrada do Brasil na OCDE. Após a polêmica em torno do critério, Trump reiterou a promessa de apoio ao Brasil.

Bolsonaro nega que Brasil tenha sido preterido

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou na quinta-feira que apoia os esforços do Brasil para entrar na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), embora defenda primeiro a entrada da Argentina.

Trump afirmou no Twitter que um comunicado conjunto que ele divulgou com o presidente Jair Bolsonaro neste ano “deixa absolutamente claro que apoio que o Brasil inicie o processo para entrada na OCDE”.

“Os Estados Unidos mantêm aquele comunicado e continuam com @jairbolsonaro”, disse ele.

Os Estados Unidos não mencionaram apoio ao ingresso do Brasil em carta enviada à OCDE no fim de agosto em que manifestaram respaldo às candidaturas da Argentina e da Romênia, mas reafirmaram na quinta-feira o suporte ao esforço do Brasil para aderir à entidade.

Também na quinta-feira, Bolsonaro negou que o governo dos Estados Unidos tenha preterido o ingresso do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Durante sua tradicional live semanal, no Facebook, Bolsonaro afirmou que o apoio dos norte-americanos à entrada de Romênia e Argentina já era conhecido e que o Brasil terá sua oportunidade de integrar o chamado “clube dos ricos”, como a OCDE é conhecida.

– Estamos praticamente chegando lá, só que dois países estavam na frente, Argentina e Romênia, e isso foi mais uma vez externado hoje -, disse o presidente.

– Não é chegou e vai entrando. Eles [OCDE] fazem uma seleção, e a seleção é a conta-gotas, para exatamente esse novo país que entra cumpra tudo aquilo que está no Estatuto da OCDE, porque eles não podem errar. E o Brasil vai chegar a sua hora – acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *