Equipes da CETC aplicam 170 autuações e removem vans e kombis no Rio

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 11 de outubro de 2019 as 14:40, por: CdB

Ao todo, foram aplicadas 170 autuações pelas equipes durante as ações, que ocorrem diariamente e são planejadas com base em informações da Central 1746 e do setor de inteligência.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Fiscais da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), removeram 25 vans e kombis, das quais nove piratas, entre terça e quarta-feira.

Equipes da CETC aplicam 170 autuações e removem 25 vans e kombis
Equipes da CETC aplicam 170 autuações e removem 25 vans e kombis

Ao todo, foram aplicadas 170 autuações pelas equipes durante as ações, que ocorrem diariamente e são planejadas com base em informações da Central 1746 e do setor de inteligência.

Entre as irregularidades flagradas pelos agentes, destacam-se: van em mau estado de conservação, selo vencido, licença fora da validade, motorista manuseando celular ao volante, transitar em local proibido, retardar viagem para angariar passageiros e lotação excedente.

As ações ocorreram em diversos bairros, dentre eles Campo Grande, Santa Cruz, Taquara, Santíssimo, Realengo, Bonsucesso, Itanhangá, Del Castilho, Rocha Miranda, Higienópolis, Jardim Sulacap, Cachambi,  Vicente de Carvalho, Engenho da Rainha, Manguinhos, São Cristóvão, Leblon, Curicica, Ilha do Governador, Bonsucesso, Paciência, Pedra de Guaratiba, Marechal Hermes, Vidigal e Barra de Guaratiba.

Os fiscais

Durante as abordagens, os fiscais orientam os permissionários quanto à conduta na prestação do serviço de acordo com o código disciplinar que rege a categoria e Código de Trânsito Brasileiro(CTB).

As ações têm o objetivo de oferecer mais segurança na mobilidade dos usuários do transporte complementar, fiscalizar os serviços prestados e reprimir o transporte ilegal realizado por vans piratas.

Todos os utilitários rebocados são encaminhados aos depósitos do Recreio e São Cristóvão. A CETC destaca a importância da população no registro de denúncias, que são anônimas, e podem ser realizadas por meio da central 1746 em posse da placa, data, horário e local  com o objetivo de auxiliar no planejamento das ações.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *