Incêndios se espalham por Norte, Centro-Oeste e outras regiões do país

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado domingo, 20 de setembro de 2020 as 12:22, por: CdB

Os focos de incêndio no Pantanal bateram recorde para um mês apenas nos primeiros 16 dias de setembro. O fogo avança sobre parques nacionais, terras indígenas e plantações. As chamas se espalham por vários Estados.

Por Redação, com Sputnik – de Brasília

As queimadas que devastam grande parte da fauna e flora das regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil já estão causando impactos também em outras partes do país.

Incêndios se espalham por Norte e Centro-Oeste e impactam Sul e Sudeste do Brasil
Incêndios se espalham por Norte e Centro-Oeste e impactam Sul e Sudeste do Brasil

Após relatos de chuvas escuras no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, o céu de São Paulo foi encoberto, no sábado, por uma grande nuvem de fumaça proveniente do Pantanal e de incêndios que atingem também o interior do estado e outros países sul-americanos.

A névoa derrubou os índices de qualidade do ar na capital paulista, aumentando as chances do fenômeno da chuva escura na maior cidade do país, tal qual ocorreu no ano passado, devido às queimadas na Amazônia.

Os focos de incêndio

Os problemas verificados em São Paulo devem se estender para Minas Gerais e Rio de Janeiro, segundo meteorologistas.

Os focos de incêndio no Pantanal bateram recorde para um mês apenas nos primeiros 16 dias de setembro. O fogo avança sobre parques nacionais, terras indígenas e plantações. As chamas se espalham por vários Estados no Centro-Oeste e no Norte do país, no Pantanal e na Amazônia, além de devastarem também territórios da Bolívia e do Paraguai.

Acusado de não dar a devida atenção ao problema, o governo federal afirma que, desde o final de julho, as Forças Armadas vêm atuando para combater as chamas na região do Pantanal e, no sábado, o vice-presidente, Hamilton Mourão, minimizou o alcance das queimadas na Amazônia, afirmando que elas não são do nível das verificadas na Austrália e nos Estados Unidos e que há desinformação e interesses econômicos e políticos por trás das notícias sobre os incêndios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *