EUA sugerem que Rússia teria ‘roubado’ medalhas olímpicas

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 6 de novembro de 2019 as 14:19, por: CdB

A Wada deve eleger o ministro dos Esportes e do Turismo da Polônia, Witold Banka, nesta quinta-feira.

Por Redação, com Reuters – de Katowice, Polônia

A eleição de um novo presidente da Agência Mundial Antidoping (Wada) deveria lhe dar força para impedir que países “roubem” medalhas olímpicas, disse o chefe antidoping dos Estados Unidos nesta quarta-feira em comentários que tiveram como alvo o doping patrocinado pela Rússia.

Ministro dos Esportes e do Turismo da Polônia, Witold Banka, deve ser eleito para comandar a Wada
Ministro dos Esportes e do Turismo da Polônia, Witold Banka, deve ser eleito para comandar a Wada

Falando na Conferência Mundial da Wada sobre o Doping no Esporte, Travis Tygart, crítico contundente da maneira como a entidade lidou com um escândalo de doping russo, disse que a Olimpíada de Tóquio de 2020 será a quinta em que o doping é o principal assunto, ao invés das atuações dos atletas.

A Wada deve eleger o ministro dos Esportes e do Turismo da Polônia, Witold Banka, nesta quinta-feira para suceder Craig Reedie a partir de 1º de janeiro.

Londres de 2012

Os Jogos de Londres de 2012 desencadearam dezenas de exames de doping positivos anos depois do evento, o que levou à anulação de muitas medalhas, a maioria de atletas russos.

Atletas russos foram proibidos de competir na Rio 2016 por causa de doping, e os Jogos de Inverno de Sochi de 2014 foram maculados pelo elaborado esquema de doping da anfitriã Rússia para ajudar seus próprias atletas a conquistarem mais medalhas.

Na Olimpíada de Inverno de 2018, todos os atletas russos competiram como independentes em resultado do escândalo de doping.

– Podemos fazer mais e devemos fazer mais – disse Tygart, chefe da Agência Antidoping dos EUA (Usada), na conferência. “Não podemos permitir que um país roube medalhas.”

– Precisamos ter uma Wada forte e independente, e não uma prestadora de serviços fraca de que alguns usufruíram nos últimos anos.

O Ministério dos Esportes russo não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *