Facebook concorda em pagar multa no Reino Unido

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 30 de outubro de 2019 as 10:25, por: CdB

O Facebook concordou em pagar uma multa de US$ 644 mil por violações da lei de proteção de dados.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O Facebook concordou em pagar uma multa de US$ 644 mil por violações da lei de proteção de dados relacionada à coleta de dados pela consultoria Cambridge Analytica, informou o regulador britânico de direitos de informação nesta quarta-feira.

Facebook concorda em pagar multa no Reino Unido por escândalo da Cambridge Analytica
Facebook concorda em pagar multa no Reino Unido por escândalo da Cambridge Analytica

O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, enfrentou questionamentos de parlamentares dos EUA e da União Europeia sobre como a consultoria política obteve os dados pessoais de 87 milhões de usuários do Facebook de um pesquisador.

O Information Commissioner’s Office (ICO) emitiu a multa simbólica no ano passado, depois que afirmou que dados de pelo menos 1 milhão de usuários britânicos estavam entre as informações coletadas pela Cambridge Analytica e usadas para fins políticos.

Nesta quarta-feira, o ICO disse que, ao desistir de seu recurso e concordar em pagar a multa, o Facebook não havia assumido a responsabilidade.

– A principal preocupação do ICO era que os dados dos cidadãos britânicos estivessem expostos a um sério risco de dano. A proteção de informações pessoais e privacidade pessoal é de fundamental importância – disse o vice-comissário do ICO James Dipple-Johnstone.

O Facebook disse que estava satisfeito por ter chegado a um acordo e a empresa desejou ter feito mais para investigar as alegações sobre a Cambridge Analytica em 2015.

– Na época, fizemos grandes mudanças em nossa plataforma, restringindo significativamente as informações que os desenvolvedores de aplicativos poderiam acessar – disse Harry Kinmouth, consultor jurídico geral do Facebook.

– Proteger as informações e a privacidade das pessoas é uma das principais prioridades do Facebook, e continuamos a criar novos controles para ajudar as pessoas a proteger e gerenciar suas informações.

Amazon

A Amazon anunciou na terça-feira que seu serviço de entrega de compras de supermercado será gratuito para membros do Prime nos Estados Unidos e integrará todos os pedidos da categoria em um único portal.

O portal terá de entrega de uma a duas horas e inclui entrega de serviços como o Amazon Fresh e o Whole Foods Market, informou a empresa.

– Acho que isso vai mudar o jogo e se transformará em um dos benefícios mais amados do Prime – disse Stephenie Landry, vice-presidente de entrega de compras.

A Amazon disse em 2017 que estava encerrando seu serviço de entrega de alimentos frescos em áreas selecionadas. Landry, no entanto, disse que o negócio está crescendo muito e se expandiu este ano para áreas como Nashville, Orlando e Las Vegas.

Os usuários ainda teriam a opção de comprar alimentos através de outros portais como o Prime Now, disse a Amazon.

Os custos da entrega de um dia da Amazon quase dobrarão, para US$ 1,5 bilhão, no quarto trimestre em relação ao segundo, disse o vice-presidente financeiro, Brian Olsavsky, na semana passada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *