Federação cria protocolo médico para o retorno do futebol no Rio de Janeiro

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 14 de abril de 2020 as 13:42, por: CdB

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) deu início ao planejamento de retomada das atividades do Campeonato Carioca, paralisadas no últimos.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) deu início ao planejamento de retomada das atividades do Campeonato Carioca, paralisadas no últimos. Na tarde de segunda-feira, durante reunião por videoconferência com médicos 14 clubes e o infectologista Celso Ramos Filho, professor titular da Faculdade de Medicina da UFRJ, foi montado um grupo de trabalho que começou a confeccionar um protocolo batizado de ‘Jogo Seguro’.

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) deu início ao planejamento de retomada das atividades do Campeonato Carioca
A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) deu início ao planejamento de retomada das atividades do Campeonato Carioca

– A confecção desse protocolo ‘Jogo Seguro’ é uma diretriz responsável e planejada para o retorno. É um trabalho pioneiro no Brasil. E criaremos uma Comissão Temporária na Ferj para a covid-19 para acompanhamento e consultorias para os diversos casos (clubes) – afirmou o presidente da entidade, Rubens Lopes.

Em nota oficial, publicada no site da Ferj, a instituição  faz questão de ressaltar que não haverá precipitação para a retomada do Estadual e,sobretudo, serão as recomendações das autoridades sanitárias. Na publicação, foram elencados ainda os principais pontos abordados pelo grupo de trabalho: deslocamento de atletas, uniformes e acessórios utilizados pelos profissionais envolvidos no campeonato, desinfecção e descontaminação, uso de sanitários, cuidados individuais, utilização de um corredor nos locais dos treinamentos, e a proibição de outros espaços (cozinhas e restaurantes).

As propostas apresentadas na reunião de segunda  serão organizadas e alinhadas em um documento, que deverá ser assinado por todos os integrantes da comissão em nova reunião nesta terça-feira.

O Campeonato Carioca

Posteriormente as sugestões serão apresentadas para as autoridades de saúde. O Campeonato Carioca foi interrompido no dia 16 de março. Na ocasião, as atividades foram suspensas por 15 dias, porém, nove dias depois, ou seja, no dia 25, a FERJ ampliou o tempo de inatividade até 30 de abril. O Estadual foi paralisado na quarta rodada da Taça Rio, no segundo turno da competição.

Em reunião realizada anteriormente por um outro grupo de articulação, Comissão Nacional dos Clubes (CNC), que engloba equipes das Séries A, B, C e D, ficou definido, a princípio, que os campeonatos estaduais não serão cancelados, porém, não há um acerto no que diz respeito à data de realização das partidas restantes.

Flamengo

Qual será o destino de Edinson Cavani? Em fim de contrato com o Paris Saint-Germain (PSG), não seria exagero dizer que o uruguaio teria vaga em todos os times do Brasil. Diego Lugano, diretor de relações institucionais do São Paulo e amigo de Cavani, afirmou em entrevista à rádio argentina Club Octubre que, antes de uma possível transferência para no Boca Juniors, por exemplo, o atacante atuaria pelo São Paulo. Porém, se depender de proximidade e amizade, Lugano encontrou um concorrente.

De Arrascaeta também quer Cavani no Brasil, só que no Flamengo. O camisa 14 da time rubro-negro entrou na jogada e brincou sobre articular a vinda do artilheiro.

– A gente brinca com os caras (Cavani e Suárez), mas eles ainda estão no auge, jogando em grande nível na Europa. Se houvesse possibilidade de qualquer um dos dois jogar no ‘Mengão’ a gente ficaria muito feliz se isso se concretizasse. Sabemos que o Cavani agora está finalizando o contrato, então vou mandar uma mensagem pra ele. Vou convidar pra sabe se ele quer ser feliz com a gente.

Apesar dos desejos de Lugano e Arrascaeta, não se contrata um jogador de alto nível apenas pela amizade. Cavani possui vínculo até o fim da temporada com o PSG e, aos 33 anos, tem mercado para jogar no futebol europeu ou até em países de fora do Velho Continente, como nos Estados Unidos.

Na Europa, Cavani continuaria disputando competições de alto nível e seguiria condicionado para a Copa do Mundo do Catar, em 2022.  Nos Estados Unidos, encontraria uma liga mais fraca, porém atuaria em um país de moeda forte. O clube brasileiro que tentar contratar o uruguaio terá que desembolsar uma grande quantia.

O próprio presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, acredita que uma negociação neste momento da economia é inviável. Em entrevista ao jornalista Paulo Vinícius Coelho, ele afirmou que ninguém dentro do clube conversou sobre a contratação e que não há nenhuma ação neste sentido. Lugano falou sobre o uruguaio jogar no Tricolor por ser amigo de Cavani. Entretanto, Leco disse que “se um grande jogador quiser jogar no São Paulo a um preço acessível, sempre se vai pensar”.

Leco também lembrou que o momento é de manter as contas em dia durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). A dificuldade financeira não atinge apenas os clubes brasileiros. Na própria Europa, o mercado de transferências deve aquecer apenas após o restabelecimento dos clubes. Enquanto a pandemia de covid-19 impactar nos caixas das equipes, dificilmente surgirão notícias de grandes contratações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *