Federer avança para final do Aberto da Austrália

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 26 de janeiro de 2018 as 14:01, por: CdB

Federer permaneceu por apenas 62 minutos em quadra na Rod Laver Arena até garantir sua vaga na decisão contra o croata Marin Cilic, que derrotou outro novato, Kyle Edmund

Por Redação, com Reuters – de Melbourne:

Um implacável Roger Federer deu uma verdadeira aula a Chung Hyeon até o sul-coreano abandonar o jogo por bolhas nos pés quando perdia por 6-1 e 5-2 na semifinal do Aberto da Austrália, nesta sexta-feira.

Tenista Roger Federer reage após partida do Aberto da Austrália, em Melbourne

Federer permaneceu por apenas 62 minutos em quadra na Rod Laver Arena até garantir sua vaga na decisão contra o croata Marin Cilic; que derrotou outro novato, Kyle Edmund, na quinta-feira.

O suíço de 36 anos, atual campeão em Melbourne, dominou o adversário número 58 do mundo desde o primeiro game; conseguindo uma quebra de imediato e repetindo o feito duas vezes para fechar o primeiro set em apenas 33 minutos.

Quando Chung confirmou o serviço para empatar em 1-1 na segunda parcial; o público aplaudiu entusiasmado na esperança de acompanhar uma clássica batalha de gerações.

No entanto, o sul-coreano de 21 anos simplesmente não teve resposta ao domínio de Federer; que abriu 3-1 com mais uma quebra.

Chung solicitou atendimento médico pouco depois devido a bolhas no pé; que pareceram acabar com suas esperanças de se tornar o primeiro sul-coreano a alcançar uma final de Grand Slam.

Ele ainda conseguiu vencer mais um game, mas sua movimentação estava claramente comprometida e acabou jogando a tolha; deixando a quadra sob aplausos e algumas vaias.

Grand Slam

Federer, que chega à final de um torneio do Grand Slam sem perder um set pela sexta vez na carreira, é o grande favorito para vencer Cilic e conquistar seu 20º título dos principais torneios no domingo.

Ele venceu o croata na final de Wimbledon do ano passado, quando Cilic também sofreu com bolhas nos pés.

Federer elogia presença de novos rostos nas semifinais

O atual campeão do Aberto da Austrália, Roger Federer, elogiou o surgimento de novos desafiantes, depois que jogadores não cabeças de chave avançaram às semifinais do torneio pela primeira vez em quase 20 anos.

O suíço, 19 vezes campeão de torneios de Grand Slam, enfrentou o sul-coreano Chung Hyeon, de 21 anos, em uma semifinal, enquanto o britânico Kyle Edmund, de 23 anos, encarou o ex-campeão do Aberto dos Estados Unidos Marin Cilic em outra.

A última vez que tantos rostos pouco familiares alcançaram as semifinais em Melbourne foi em 1999; quando Tommy Haas, Thomas Enqvist e Niclas Lapenti avançaram.

– Eu acho que é uma coisa boa. Eles conseguiram se mexer. Eu acho decepcionante quando o sucesso deles chega aos 27 anos; porque então conhecemos eles por sete anos, digamos – disse Federer, de 36 anos; a repórteres após derrotar Tomas Berdych nesta quarta-feira.

– Eu gosto quando não conhecemos os caras. Eu mal conheço Chung. Eu mal falei com ele. Eu tive um evento da Nike com Edmund em Londres. É basicamente isto.

Federer espera que as partidas masculinas sejam mais imprevisíveis com uma mudança para 16 cabeças de chave; ao invés de 32, em torneios de Grand Slam.

– Nós gostamos de nossas rivalidades que existem no circuito. Novos nomes são bons, de tempos em tempos, para o circuito. Eu acho que no próximo ano; quando teremos 16 cabeças de chave, será bem diferente – disse Federer, que alcançou sua 43ª semifinal de torneio de Grand Slam e é favorito para vencer seu 20º torneio de Grand Slam.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *