França comemora queda da Bastilha com parada militar monumental

Arquivado em: Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 14 de julho de 2018 as 18:51, por: CdB

O Dia da Bastilha celebra a tomada da prisão em 1789, um marco fundamental para a Revolução Francesa.

 

Por Redação, com Reuters – de Paris

 

A França comemorou, neste sábado, o Dia da Bastilha, com uma colorida parada militar gigantesca na capital Paris; comandada pelo presidente Emmanuel Macron. A expectativa é que a festa continue no domingo, com a seleção de futebol do país enfrentando a Croácia na final da Copa do Mundo da Rússia.

A parada militar partiu do Arco do Triunfo, na capital Paris
A parada militar partiu do Arco do Triunfo, na capital Paris

Desfilando em um veículo militar cercado por motocicletas e guiado pela cavalaria, Macron passou pela avenida dos Campos Elísios, a mais famosa de Paris, em sua segunda parada de 14 de Julho, saudado por centenas de espectadores.

Convidados

O Dia da Bastilha celebra a tomada da prisão em 1789, um marco fundamental para a Revolução Francesa.

Depois de convidar o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em 2017, Macron convidou os líderes de Japão e Cingapura, dois países asiáticos que têm parcerias estratégicas com a França há muito tempo.

A parada, de mais de duas horas, teve cerca de 4,2 mil soldados, 220 veículos e cerca de 100 aviões e também contou com a participação de soldados japoneses e cingapurianos como convidados de honra.

Muita festa

No entanto, ocorreram dois problemas: houve um choque entre duas motocicletas durante uma exibição em frente aos convidados e um jato Alpha da unidade de acrobacias da Força Aérea francesa liberou uma cor errada durante o vôo para a formação da bandeira francesa.

A França mobilizou cerca de 110 mil efetivos de segurança para as festividades do Dia da Bastilha e a final da Copa do Mundo.

A expectativa é que centenas de milhares de pessoas tomem as ruas, de Paris e dos menores vilarejos, e as celebrações devem continuar por muito tempo na noite de domingo se a França levantar a taça da Copa do Mundo pela segunda vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *