G7 acorda em enviar ajuda para combater incêndios na Amazônia

Arquivado em: Últimas Notícias
Publicado domingo, 25 de agosto de 2019 as 10:39, por: CdB

Apesar do mal estar envolvendo o francês Emmanuel Macron e o mandatário brasileiro os chefes de Estado e governo do G7 decidiram enviar ajuda “o mais rápido possível”.

Por Redação, com DW e Agências Internacionais – de Biarritz

Os chefes de Estado e governo do G7 acordaram, neste domingo, quanto ao envio de ajuda aos países afetados pelos incêndios na Região Amazônica “o mais rápido possível”, declarou neste domingo o chefe de Estado francês, Emmanuel Macron.

Emmanuel Macron afirmou que reflorestamento será uma exigência em toda a Região Amazônica

Macron acrescentou que os líderes das maiores potências econômicas avançadas estão se aproximando de um consenso sobre como ajudar a extinguir o fogo e reparar os danos resultantes. Trata-se de encontrar os mecanismos apropriados, tanto técnicos quanto financeiros, acrescentou, e “tudo depende dos países da Amazônia”, que compreensivelmente defendem sua soberania.

– Mas o que está em jogo na Amazônia, para esses países e para a comunidade internacional, em termos de biodiversidade, oxigênio, a luta contra o aquecimento global, é de tal ordem, que esse reflorestamento tem que ser feito – advertiu.

Além do Brasil, a Região Amazônica também se estende pela Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname, Venezuela, e até mesmo o departamento ultramarino da França, Guiana Francesa.

Forças Armadas

Os ministros da Defesa e Meio Ambiente, Fernando Azevedo e Silva e Ricardo Salles, informaram, no sábado, que os estados de Roraima, Rondônia, Tocantins, Mato Grosso, Acre e Pará pediram ajuda do Executivo federal para combater incêndios florestais. Segundo o Ministério da Defesa, cerca 44 mil militares das Forças Armadas estão continuamente na Região Amazônica e poderão ser empregados nas operações.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou neste sábado o uso da Força Nacional de Segurança Pública para ações de combate ao desmatamento ilegal da floresta Amazônica nos Estados do Pará e Rondônia, conforme portaria que será publicada no Diário Oficial da União na segunda-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *