Geleira derrete e lago na Groenlândia desaparece em minutos (assista ao vídeo)

Arquivado em: Destaque do Dia, Meio Ambiente, Natureza, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 7 de dezembro de 2019 as 16:06, por: CdB

O grupo de cientistas, equipado com drones resistentes às condições extremas do Ártico, conseguiu filmar o fluxo de água através da fissura. Em apenas cinco horas, o volume equivalente a 2 mil piscinas olímpicas escorreu pela fissura como uma espécie de cano de esgoto.

 

Por Redação, com Spuniknews – de Nuuk

 

Cientistas da Universidade de Cambridge acompanharam o processo durante o qual um lago sumiu sobre a geleira Store localizada no noroeste de Groenlândia.

A “morte” do lago resultou devido a uma rachadura de 500 metros de profundidade na segunda maior calota de gelo do mundo.

Os efeitos climáticos têm sido cada vez mais graves, nas regiões geladas do planeta
Os efeitos climáticos têm sido cada vez mais graves, nas regiões geladas do planeta

O grupo de cientistas, equipado com drones resistentes às condições extremas do Ártico, conseguiu filmar o fluxo de água através da fissura. Em apenas cinco horas, o volume equivalente a 2 mil piscinas olímpicas escorreu pela fissura como uma espécie de cano de esgoto. Como consequência o lago ficou reduzido a um terço do seu volume original.

Este fenômeno de drenagem de lagos é registrado com mais frequência por as águas se concentrarem sobre as geleiras devido ao degelo. Neste caso, o aumento do volume de água causado pelo processo de degelo fez com que o lago se expandisse e, ao encontrar uma fissura grande, começasse a desaparecer.

Aquecimento global

Cientistas dizem que este fenômeno provocou grande instabilidade naquela que se considera ser a segunda maior calota glaciar do mundo, sendo o maior contribuinte para o aumento global no nível do mar.

À medida que se agrava o aquecimento global, milhares de lagos se formam e cobrem a superfície da calota de gelo da Groenlândia. Quando se encontram com rachaduras podem sumir para as profundidades em uma questão de horas, como consequência se formam cachoeiras quilométricas e profundas que afetam a base das geleiras.

Assista ao vídeo gravado pelos cientistas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *