quinta-feira, 25 de maio de 2017 • ANO XVII • N° 6.330

7 Comments

  1. 7

    Fábio Souza

    Olá!
    O que a nosso amigo abaixo acha do congelamento dos salários durante dez anos?
    Perda da estabilidade, ou seja demissão de um concursado a qualquer momento?
    Descaso com educação?… entre outros…
    Quanto a redução da jornada de trabalho seria um beneficio para comunidade, uma vez que o atendimente seria initerrupto.
    É preciso estar ciente das reais reivindicações para depois poder fazer criticas injustas…

  2. 6

    Fábio Souza

    desculpe!
    chamei o cesar lima de amiga, como posso desfazê-lo?
    grato fabio

  3. 5

    Fábio Souza

    Olá!
    O que a nossa amiga abaixo acha do congelamento dos salários durante dez anos?
    Perda da estabilidade, ou seja demissão de um concursado a qualquer momento?
    Descaso com educação?… entre outros…
    Quanto a redução da jornada de trabalho seria um beneficio para comunidade, uma vez que o atendimente seria initerrupto.
    É preciso estar ciente das reais reivindicações para depois poder fazer criticas injustas…

  4. 4

    mara suzana

    Esse Gilberto Carvalho acha que engana a gente, é lógico que o TST fez o que o governo queria em relação aos Correios.

  5. 3

    Inácio Alves

    César,
    de onde você tirou a informação de que um técnico-administrativo ganha mais que no setor privado? Consulte a tabela de salários existente no portal da transparência para desfazer seu engano.

    Cara Najila,
    os sindicalistas não bloquearam a porta e nem tentaram forçar a entrada. É tanto que todos tinham livre acesso (eu estive acompanhando pela internet a transmissão ao vivo feita pelo pessoal da ANDES).
    O que ocasionou o cancelamento foi que os representantes do governo não quiseram receber o SINASEFE e os outros representantes (ANDES e PROIFES) não aceitaram esta restrição.

  6. 2

    Maria

    Ao ler esta notícia, eu só consigo enxergar muita “injustiça”, pois num país onde os políticos ganham quantias exorbitantes, e inclusive alguns até estipulam seus salários, como podem condenar o coitado do trabalhador que sustentam suas famílias com um salário, driblando a inflação, trabalhando oito horas por dia, muitas vezes doente e sem um “bom”atendimento médico? não tanto por parte dos médicos, mas por parte da precariedade dos estabelecimentos de saúde? como se pode julgar?

  7. 1

    César lima

    Acho um absurdo quererem uma jornada de 30 horas semanais se já recebem salários maiores do que no setor privado no qual todo mundo trabalha 44 horas semanais

Os comentários estão encerrados.

Copyright 2017 - Todos os direitos reservados

%d blogueiros gostam disto: