Guardiola diz que substituir Sergio Agüero será tarefa difícil

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 27 de dezembro de 2019 as 11:44, por: CdB

O técnico do Manchester City, Pep Guardiola, disse que será uma tarefa difícil substituir Sergio Agüero se o atacante argentino decidir deixar o clube no final de seu contrato.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O técnico do Manchester City, Pep Guardiola, disse que será uma tarefa difícil substituir Sergio Agüero se o atacante argentino decidir deixar o clube no final de seu contrato em 2021.

Sergio Agüero e Pep Guardiola
Sergio Agüero e Pep Guardiola

Desde que se juntou ao City, em 2011, o jogador de 31 anos se tornou o maior artilheiro do time com seus 244 gols em todas as competições. Apesar de estar sofrendo com lesões, ele já balançou as redes adversárias 13 vezes nesta temporada.

– Sergio é insubstituível – disse Guardiola à mídia britânica. “Será uma das tarefas mais difíceis substituí-lo. Temos outro atacante incrível, que é Gabriel Jesus, e talvez venha outro quando Sergio partir, mas ele é insubstituível”.

Agüero poderá jogar na partida desta sexta-feira contra o oitavo colocado Wolverhampton Wanderers no Campeonato Inglês, já que se recuperou totalmente de uma lesão na coxa.

O time de Guardiola quer ultrapassar o Leicester City e assumir a segunda colocação, só ficando atrás do Liverpool, com uma terceira vitória seguida na liga.

O treinador disse que o futuro de Agüero no Manchester City dependerá de sua condição física e de seu desejo de ficar.

– Não conversei com ele e não sei suas intenções – disse o espanhol. “Às vezes você tem que tomar uma decisão, mas na maioria dos casos os jogadores decidem”.

– Ele está se saindo incrivelmente bem. Nunca vi um grande astro como ele ser tão humilde, tão divertido – disse Guardiola. “É um prazer trabalhar com ele e como ele aceita minhas decisões quando às vezes não é a melhor para ele”.

Firmino

Um Liverpool esmagador abriu 13 pontos de vantagem na liderança do Campeonato Inglês, com dois gols de Roberto Firmino em um enfático 4 a 0 contra o segundo colocado Leicester City.

A vitória foi inspirada em grande parte pelo lateral-direito Trent Alexander-Arnold, que criou três jogadas de gol e garantiu um de sua autoria.

Aparecendo na ponta esquerda, Alexander-Arnold cruzou na trave oposta para o brasileiro Firmino, que cabeceou para colocar o Liverpool na frente aos 31 minutos.

O Liverpool dominou a partida, mas teve de esperar até os 26 minutos do segundo tempo para ampliar o marcador, depois que uma cobrança de escanteio de Alexander-Arnold foi desviada com a mão por Caglar Soyuncu e James Milner marcou de pênalti em seu primeiro toque na bola.

O 3 a 0 veio com Firmino, que completou mais um cruzamento de Alexander-Arnold. O atleta de 21 anos então marcou o seu, martelando um chute baixo cruzado e rasteiro para dentro após um rápido contra-ataque.

O Liverpool tem 52 pontos após 18 jogos, o Leicester tem 39 pontos após 19 partidas e o Manchester City está a 14 pontos da liderança antes de seu próximo jogo conta o Wolverhampton no próximo domingo.

Manchester bate o Newcastle

Anthony Martial marcou duas vezes na virada do Manchester United depois de um início de partida complicado contra o Newcastle United, com uma vitória por 4 a 1 em Old Trafford na quinta-feira.

Depois de uma derrota por 2 a 0 para o Watford no final de semana passada, o técnico Ole Gunnar Solskjaer havia exigido uma resposta de seus jogadores, mas o cartão amarelo para Scott McTominay aos 24 segundos de jogo e o primeiro gol dos visitantes, com Matty Longstaff aos 17 minutos, marcaram o início preocupante para o técnico norueguês.

Os sorrisos voltaram logo, depois que o Newcastle cedeu e Martial, Mason Greenwood e Marcus Rashford marcaram para o Manchester ainda no primeiro tempo. Martial ainda marcou novamente no início do segundo tempo, e agora o Manchester sobe de volta para a sétima colocação na tabela, a quatro pontos da zona de classificação para a Liga dos Campeões da Europa.

O United agora tem 21 vitórias em jogos no chamado Boxing Day do campeonato inglês, a rodada disputada no dia seguinte ao feriado do Natal. A porcentagem é de 81%, mais do que qualquer outro clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *