Hasselmann coloca Bolsonaro no comando do ‘gabinete da maldade’

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 4 de dezembro de 2019 as 14:33, por: CdB

Após seu rompimento com o governo, Hasselmann decidiu revelar fatos criminosos atribuídos aos filhos do presidente, em especial Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), conhecido como ’02’.

 

Por Redação – de Brasília

 

No depoimento da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), nesta quarta-feira, aos integrantes da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, o deputado Eduardo Bolsonaro foi apontado como coordenador de uma rede digital que integraria o ‘gabinete da maldade’, responsável pela disseminação de notícias falsas contra adversários da família do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Hasselmann citou os filhos do presidente Jair Bolsonaro no mapa das fake news
Hasselmann citou os filhos do presidente Jair Bolsonaro no mapa das fake news

Após seu rompimento com o governo, Hasselmann decidiu revelar fatos criminosos atribuídos aos filhos do presidente, em especial Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), conhecido como 02 ou ‘Carluxo’.

Maldade

A parlamentar denunciou o uso de robôs, em um mapa digital que coloca o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) no centro de uma rede que se multiplica nas redes sociais. Ela denunciou a aplicação de recursos públicos na formação do exército de robôs que atua em favor dos interesses da família Bolsonaro.

— As certificadoras digitais são muitas vezes empresas privadas, em qualquer fiscalização. Se há esse volume de robôs nas redes, imagina o que acontecerá no caso dessas certificadoras. — desconfia.

Hasselmann denuncia, ainda, que assessores parlamentares, lotados em gabinetes de deputados federais e mesmo nas Assembleias Legislativas, nos Estados, atuam em conjunto, sob a coordenação de Eduardo Bolsonaro. O ‘gabinete da maldade’, como se refere a deputada paulista, “escolhe um alvo e, daí em diante, passam a destruir essa pessoa”.

Gráficos

Joice foi convidada a depor na CPMI pelo senador Rogério Carvalho (PT-SE), quatro dias depois ser destituída da liderança do governo no Congresso.

Aos colegas, a deputada apresentou laudos que ligam o vereador na produção e distribuição de notícias falsas, nas redes de apoio ao chefe da família. O filho do presidente apagou todos os seus perfis das redes sociais no mês passado, seguindo orientação de advogados, após também ser convocado para depor na CPMI.

Hasselmann ilustrou suas denúncias com gráficos e listas, ao lado do deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), que atuou de maneira semelhante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *