Homens sequestram ônibus na rodovia Rio-Santos

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 30 de agosto de 2018 as 12:36, por: CdB

O ônibus da companhia Deltur estava fretado por uma empresa para levar funcionários de Angra dos Reis para o Rio de Janeiro

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Três homens sequestraram um ônibus nesta quinta-feira de manhã na BR-101, rodovia Rio-Santos, na altura do município de Itaguaí, no Rio de Janeiro. Eles foram presos por agentes das polícias Militar e Rodoviária Federal, na altura do quilômetro 399.

Ônibus é sequestrado na rodovia Rio-Santos

O ônibus da companhia Beltur estava fretado por uma empresa para levar funcionários de Angra dos Reis para o Rio de Janeiro.

Quando o ônibus passava por Mangaratiba, por volta das 6h30, o assalto foi anunciado. Na altura de Itaguaí, o ônibus foi parado por policiais federais que faziam outra operação. As pistas nos dois sentidos da Rio-Santos permaneceram fechadas ao trânsito durante toda a negociação.

Os assaltantes se entregaram meia hora depois. Com eles foi apreendida uma pistola. Ninguém ficou ferido.

Ação das tropas em São Gonçalo

O porta-voz do Comando Militar do Leste (CML), coronel Carlos Cinelli, fez um balanço positivo da operação realizada na quarta-feira pelas Forças Armadas no Complexo do Salgueiro, região metropolitana do Rio, que fica junto à Baía de Guanabara, que acabou com duas mortes.

– Os objetivos foram cumpridos. É importante entender que, nesses momentos de operação de grande envergadura, (o serviço) de inteligência está sempre coletando informações para abastecer o banco de dados e isso faz com que o Estado possa se fazer presente – avaliou o coronel Cinelli.

Cinelli informou que, na chegada das tropas ao Complexo do Salgueiro, quatro homens atacaram os militares. “Houve reação e um dos criminosos acabou ferido e morreu. Os outros três bandidos conseguiram escapar”, afirmou.

De acordo com o porta-voz, em outro momento da operação, “um homem de carro tentou furar um duplo bloqueio, jogando os carros em cima dos militares e como não obedeceu à ordem de parar, os militares atiraram nos pneus e, em seguida, atiraram no homem, que acabou morrendo na hora”.

Cerco pelo mar

A Marinha participou da operação com um cerco na Baía de Guanabara, para onde os criminosos do Complexo do Salgueiro poderiam tentar escapar pelo mar. Foram empregados dois navios, além de 10 embarcações, entre elas, uma lancha blindada, com apoio da Polícia Federal no bloqueio e cerco naval na área de mar vizinha ao complexo.

Os militares também vasculharam três ilhas no entorno da Baía de Guanabara à procura de fugitivos. Durante a varredura, nenhum suspeito foi localizado escondido nas ilhas. Na ação, a Marinha abordou 26 embarcações e apreendeu três lanchas, uma delas com três criminosos, presos após perseguição no mar.

Balanço final

Mais de 2 mil militares das Forças Armadas participaram do cerco à comunidade do Salgueiro. A ação terminou no final da tarde. O balanço final divulgado pelo Comando Militar do Leste (CML) informa a morte de dois homens e a prisão de mais oito, além de um fuzil e seis pistolas apreendidas, com a recuperação de quatro motos roubadas.

Também foram 3 mil revistas e checagem de antecedentes criminais e nove barricadas armadas pelo tráfico de drogas foram retiradas. Elas impediam a entrada das forças de segurança do estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *