Hong Kong suspende trens e balsas para China continental

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 28 de janeiro de 2020 as 13:20, por: CdB

A líder de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou nesta terça-feira a suspensão das conexões ferroviárias e de balsa com a China continental, na tentativa de limitar a propagação de um novo coronavírus.

Por Redação, com Reuters – de Hong Kong

A líder de Hong Kong, Carrie Lam, anunciou nesta terça-feira a suspensão das conexões ferroviárias e de balsa com a China continental, na tentativa de limitar a propagação de um novo coronavírus para o centro financeiro global.

Líder do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, e outras autoridades da cidade concedem entrevista coletiva sobre coronavírus
Líder do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, e outras autoridades da cidade concedem entrevista coletiva sobre coronavírus

Mais de 100 pessoas morreram do vírus semelhante à gripe, que surgiu em dezembro na cidade de Wuhan, no centro da China. O número de casos confirmados chegou a 4.515 na segunda-feira, ante 2.835 no dia anterior, segundo autoridades de saúde.

Os serviços ferroviários

Os serviços ferroviários de alta velocidade e trens interurbanos serão suspensos a partir da meia-noite de quinta-feira, disse Lam. O número de voos para a China continental será reduzido pela metade e estarão suspensas as autorizações de viagens pessoais dos chineses à cidade.

– Agradeço ao governo central por apoiar nosso trabalho nesse aspecto (suspender o transporte transfronteiriço) e aos ministérios e comissões relevantes do continente por cooperarem conosco – disse Lam em entrevista coletiva.

Em declarações apenas alguns dias após ela ter anunciado uma emergência por causa do vírus, Lam, usando uma máscara verde, também pediu aos moradores de Hong Kong para que retornem do continente o mais rápido possível e fiquem em casa por 14 dias.

Com os mercados financeiros de Hong Kong prestes a reabrir na quarta-feira após o feriado do Ano Novo Lunar, Lam estava rodeada, na entrevista coletiva, pela secretária de Saúde da cidade, Sophia Chan, e pelo secretário de Comércio, Edward Yau, ambos usando máscaras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *