IGP-M: preços caíram 0,28% na segunda prévia de setembro

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 18 de setembro de 2019 as 10:53, por: CdB

Na segunda prévia de setembro, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 0,52%, ante retração de 1,11% no mesmo intervalo de agosto.

Por Redação, com Reuters – de São Paulo

Os preços medidos pelo IGP-M caíram 0,28% na segunda prévia de setembro, deflação menor do que a vista no mesmo período de agosto (-0,68%), informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira.

Na segunda prévia de setembro, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 0,52%, ante retração de 1,11% no mesmo intervalo de agosto.

Os preços no grupo Bens Finais subiram 0,11% em setembro, após queda de 0,67% em agosto, puxados pelo subgrupo alimentos processados

Ainda segundo os dados da Fundação Getúlio Vargas, os preços no grupo Bens Finais subiram 0,11% em setembro, após queda de 0,67% em agosto, puxados pelo subgrupo alimentos processados, que saiu de deflação de 0,58% para inflação de 1,15% na segunda prévia deste mês.

Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) fez caminho contrário e perdeu força, marcando leve baixa de 0,05% no segundo decêndio de setembro, ante alta de 0,21% no mesmo período de agosto.

Cinco das oito classes de despesa componentes do IPC tiveram variações negativas. A principal contribuição partiu do grupo Alimentação (de +0,08% para -0,75%), onde o item hortaliças e legumes aprofundou a deflação de 5,32% para 12,78%.

Terceiro componente principal do IGP-M, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 0,67% na segunda prévia de setembro, contra alta de 0,15% no mesmo intervalo de agosto, puxado por Mão de Obra (de +0,10% para 1,27%) e Serviços (de +0,27% para +0,36%). Materiais e Equipamentos saiu de alta de 0,20% para queda de 0,13%.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.


Deflação em agosto

Os preços no atacado passaram a cair e o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) registrou deflação de 0,67% em agosto depois de avançar 0,40% no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.

A expectativa de uma pesquisa da Agência de Notícias Reuters era de queda no mês de 0,66%. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral e apura a variação dos preços no atacado, teve em agosto recuo de 1,14%, após subir em julho 0,40%.

Na segunda prévia de agosto, o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) passou a cair 0,68% após avanço de 0,53% no mesmo período do mês anterior diante da deflação das matérias-primas brutas no atacado.

Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral e apura a variação dos preços no atacado, recuou 1,11%, contra alta de 0,62% na segunda prévia de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *