INCA reforça importância da prevenção e detecção precoce do câncer de mama

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias, Vida & Estilo
Publicado quinta-feira, 3 de outubro de 2019 as 13:13, por: CdB

Esses são os principais pontos que o INCA aborda na cerimônia de celebração do Outubro Rosa, mês em que, no mundo todo.

Por Redação, com ACS – de Brasília

Um panorama sobre a situação do câncer de mama no Brasil seguido de debate acerca da importância de não permitir que o medo da doença paralise pacientes, familiares e amigos.

 Instituto também promove debate sobre como enfrentar o medo da doença
Instituto também promove debate sobre como enfrentar o medo da doença

Esses são os principais pontos que o INCA aborda na cerimônia de celebração do Outubro Rosa, mês em que, no mundo todo, são promovidas ações de reforço ao controle do câncer de mama. O evento comemorativo no Instituto acontece na próxima segunda-feira.

Embora outubro concentre a maior parte das ações, o Instituto e o Ministério da Saúde (MS) recomendam que as atividades sejam continuadas ao longo do ano e que as mulheres estejam atentas aos sinais e sintomas do câncer de mama todos os meses.

A campanha do INCA e do MS reforça três pilares estratégicos no controle da doença: prevenção primária (como reduzir o risco de câncer de mama), diagnóstico precoce (divulgar sinais e sintomas da doença e incentivar a mulher a observar o próprio corpo) e mamografia (informar que para mulheres de 50 a 69 anos é recomendada a realização de uma mamografia de rastreamento [exame de rotina], a cada dois anos).

O controle do câncer de mama, com base em dados disponíveis nos sistemas de informação do país e em pesquisas nacionais, será tratado pela diretora-geral do INCA, Ana Cristina Pinho, na apresentação “O câncer de mama no Brasil”. Em seguida, profissionais de saúde e representantes da sociedade civil discutem a importância de enfrentar os estigmas da doença para conduzir as pessoas às ações de saúde e luta pelos próprios direitos, principalmente no âmbito do Sistema Único de Saúde, no debate “Juntos, enfrentando o medo”, mediado pela jornalista Luana Bernardes, da rádio Bandnews FM.

Exposição

Na sexta-feira , 22 painéis da exposição A Mulher e o Câncer de Mama no Brasil, que ilustram aspectos históricos, médicos e culturais das mamas, com foco especial no câncer e ações para o seu controle, serão expostos na Rodoviária do Rio.

Durante a abertura da mostra, haverá distribuição de cartilhas e folhetos sobre o câncer de mama entre 9h e 11h. A exposição é iniciativa do INCA e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e será exibida ao público até o dia 11, no embarque superior, na Av. Francisco Bicalho, 1, no Santo Cristo.

Segundo o INCA, são estimados 59.700 casos novos de câncer de mama em 2019, com um risco estimado de 56 casos a cada 100 mil mulheres.

A cerimônia do Outubro Rosa no INCA ocorre em seu edifício-sede, na Praça Cruz Vermelha, Centro do Rio de Janeiro, de 10h30 às 12h. O evento também poderá ser assistido pela TV INCA.

Dia Mundial do Dentista

Nesta quinta-feira é comemorado o Dia Mundial do Dentista, profissional responsável por manter uma boa saúde bucal e promover mais bem-estar, autoestima e saúde geral para o corpo, pois é através da boca que ocorre uma boa mastigação, fundamental a digestão dos alimentos e melhor absorção dos nutrientes.

Além de manter uma boa higiene bucal, também é preciso ter uma alimentação saudável e ir ao dentista regularmente. O profissional de saúde bucal deve ser procurado em casos de alteração na boca, ferida que não cicatriza, mesmo que indolor, manchas, caroços, inchaços, placas esbranquiçadas ou avermelhadas.

Para ter um sorriso bonito e saudável também é preciso escovar os dentes todos os dias, após cada refeição e também uma última vez antes de dormir. A higiene dos dentes deve ser feita utilizando uma escova de dente de tamanho adequado, com cerdas macias e creme dental na quantidade recomendada de acordo com a faixa etária.

Complemente a escovação passando o fio dental entre todos os dentes. Escovar a língua também é muito importante, pois ela acumula restos alimentares e bactérias que provocam o mau hálito. Faça movimentos cuidadosos com a escova “varrendo” a língua da parte interna até a ponta.

Ir ao dentista regularmente também é importante para evitar o aparecimento de cáries, causada por bactérias que vivem na boca e utilizam o açúcar da nossa alimentação para produzir ácidos que destroem os dentes. Com a falta de cuidados, a doença pode causar dor, desconforto e até perda do dente. Também ocorrem casos de gengivite em virtude do acúmulo de placa bacteriana formada por restos alimentares acumulados na superfície dos dentes e na gengiva.

Quando não é tratada, pode avançar e atingir o osso que sustenta o dente (periodontite), causando exposição da raiz do dente e mobilidade, podendo levar, também, à perda do dente.

Os cuidados com a saúde bucal deve começar nos primeiros meses de vida, com o nascimento dos primeiros dentes é necessário realizar a higiene destes e da língua com escova adequada para a idade da criança com pasta dente fluoretada na quantidade equivalente à metade de um grão de arroz . É importante evitar que a criança faça a ingestão da pasta de dente e consuma alimentos ricos em açúcares.

Se você utiliza uma prótese parcial removível (ponte móvel), é importante limpá-la fora da boca com sabão ou pasta de dente pouco abrasiva e escova de dente macia, separada para essa função. Antes de recolocá-la na boca, escove os dentes, passe o fio dental e limpe éu da boca a língua.

Em casos de utilização de prótese total (dentadura), é recomendado limpá-la fora da boca com sabão ou pasta de dente e escova de dente separada para essa função. Antes de recolocá-la na boca, limpe a gengiva e a língua. Recomenda-se ficar sem a prótese algumas horas durante o dia.

A prótese

O ideal é passar a noite sem a prótese, mas, se não for possível, faça durante o banho ou em um momento em que esteja sozinho em casa, por exemplo. Deixe-a sempre em um copo com água limpa. Solicite orientação ao dentista sobre outros produtos para complementar a limpeza das dentaduras.

Entre as pessoas idosas uma queixa comum é a falta de saliva (boca seca). Além de ser uma manifestação comum ao envelhecimento, pode ser causada pelo uso de alguns medicamentos ou distúrbios na saúde.

A boca seca pode causar maior risco a cárie dentária, incômodo no uso da prótese, perda do paladar, mau hálito e dificuldades para falar, mastigar e engolir os alimentos. O profissional de saúde bucal pode recomendar vários métodos para manter sua boca mais úmida, como tratamentos ou remédios adequados para evitar a boca seca. Tomar água com frequência pode ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *