Inea entrega Autorização Ambiental à Niterói para a revitalização da Lagoa de Piratininga

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 21 de agosto de 2020 as 13:59, por: CdB

Uma Autorização Ambiental concedida pela Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) vai permitir a revitalização de um dos mais importantes ecossistemas lagunares de Niterói: a Lagoa de Piratininga.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

Uma Autorização Ambiental concedida pela Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) na quinta-feira vai permitir a revitalização de um dos mais importantes ecossistemas lagunares de Niterói: a Lagoa de Piratininga.

O documento emitido pelo instituto contempla a implantação de praças flutuantes e jardins filtrantes na região
O documento emitido pelo instituto contempla a implantação de praças flutuantes e jardins filtrantes na região

O documento emitido pelo instituto contempla a implantação de praças flutuantes e jardins filtrantes na região.

A implantação

A implantação de jardins filtrantes consistirá no uso de diferentes filtros plantados com espécies nativas regionais, especialmente projetados para remediar a poluição recebida, por meio da ação natural das plantas.

Esta entrega faz parte do esforço do Inea em dar maior celeridade na tramitação dos processos de licenciamento ambiental sem qualquer impacto nem na tutela ambiental nem na intensidade do controle estadual.

O foco é a simplificação e a racionalização dos procedimentos de licenciamento e de controle ambiental, sem diminuir a proteção ao meio ambiente.

Cedae

Além de disponibilizar o serviço de parcelamento de contas direto pelo site da companhia e evitar o deslocamento de clientes até as agências de atendimento, a Cedae também realiza a revisão de contas emitidas durante a pandemia e permite consulta pelo site da empresa.

A medida vale para os consumidores de todas as categorias de consumo, domiciliar, comercial, industrial e pública. A revisão está sendo realizada a partir das contas emitidas com Medição 05/2020 (na conta, é possível identificar essa informação ao lado do campo ‘vencimento’), em que houve impedimento de leitura por conta da pandemia da covid-19.

Revisada automaticamente: 

Como a revisão automática é uma iniciativa da própria Cedae, o cliente não precisa solicitar o serviço nas agências de atendimento ou pelo SAC da Companhia. Para saber se a sua conta foi ou não revisada, basta acessar o site da Cedae e seguir o passo a passo (veja abaixo).

Para a revisão, é necessário que o imóvel tenha tido conta com medição anterior ao início da pandemia e qualquer outra medição posterior, com leitura real.

Acesse o site da Cedae (www.cedae.com.br);

Clique na mensagem automática que aparece na tela inicial ou https://www.cedae.com.br/parcelarrevercontas;

Na página seguinte, acesse “clique aqui e veja se a sua conta foi revisada”;

Informe a sua matrícula;

Verifique se a sua conta aparece com a observação “revisado”;

Se sim, clique em “baixar documentos” para verificar a sua conta revisada.

Caso a sua conta não tenha sido revisada automaticamente, será exibida a seguinte mensagem: “Não existem contas revisadas a partir da medição 05/2020”.

Vale lembrar que qualquer outro tipo de revisão que não atenda aos critérios descritos acima deve ser solicitado nas agências de atendimento ou pelo SAC da Cedae (0800-2821-195).

É importante lembrar que, caso o cliente já tenha feito depósito em juízo e queira solicitar revisão, deve procurar o SAC da Cedae ou uma das agências de atendimento para abertura de procedimento de revisão manual.

Parcelamento pela Internet

O procedimento para solicitar o parcelamento de contas é semelhante ao de consulta de revisão de contas. Quem tiver interesse em parcelar as contas a partir da Medição 03/2020 pode acessar o site da Companhia (www.cedae.com.br) e clicar na janela “pop up” que é exibida automaticamente ou pelo link https://www.cedae.com.br/parcelarrevercontas).

O consumidor poderá escolher o pagamento em 4, 6, 8 ou 10 parcelas, com apenas 15% de entrada e isenção de multas e atualização monetária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *