Infantino rejeita acusação de ‘colonialismo’ no futebol da África

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 18 de julho de 2019 as 12:45, por: CdB

A medida veio na esteira de alegações de corrupção contra o presidente da CAF, Ahmad Ahmad, que este negou.

Por Redação, com Reuters – do Cairo/Londres/Roma

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, rejeitou os comentários de que a federação internacional de futebol adotou uma atitude “colonialista” em relação ao futebol da África e à Confederação Africana de Futebol (CAF).

Presidente da Fifa, Gianni Infantino

A Fifa tomou a decisão inédita, no mês passado, de anunciar que administrará o futebol africano conjuntamente com a CAF e enviará sua secretária-geral, a senegalesa Fatma Samoura, para uma missão de nove meses durante a qual reformará a entidade africana.

A medida veio na esteira de alegações de corrupção contra o presidente da CAF, Ahmad Ahmad, que este negou.

Algumas autoridades africanas se opuseram à medida, e Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa, a descreveu em uma entrevista recente à rede BBC como um “novo aspecto do colonialismo”.

Blatter foi banido do futebol por seis anos devido a violações éticas durante sua presidência. Ele nega qualquer irregularidade.

– Ouvi a respeito do colonialismo, que a Fifa está voltando a colonizar a África – disse Infantino na assembleia geral da CAF nesta quinta-feira, acrescentando que ficou “perplexo” com os comentários.

– O que isso significa, colonialismo? Não sei. Não é parte do meu vocabulário.

Infantino disse ser importante que o futebol africano tenha competições nas quais “as pessoas confiem na organização, nas quais o estádio seja seguro e protegido, nas quais as partidas não sejam manipuladas, nas quais as pessoas confiam nos árbitros, estes são alguns dos problemas que o futebol africano está enfrentando”.

Guardiola elogia Sané

O Manchester City se empenhará em explorar todo o potencial do ponta alemão Leroy Sané, mas só pode desenvolver jogadores felizes de estarem com os campeões da liga inglesa, disse o técnico Pep Guardiola.

Há tempos se especula sobre uma mudança de Sané para o gigante alemão Bayern de Munique. O jogador de 23 anos, que teve dificuldade para garantir uma presença frequente na escalação do time na última temporada, recebeu uma proposta de renovação de contrato com o City que ainda não assinou.

– O clube lhe fez uma oferta no ano passado… eu disse muitas vezes, queremos pessoas felizes de estarem aqui – disse Guardiola em uma coletiva de imprensa depois de o City derrotar o West Ham United por 4 a 1 em confronto do Troféu Premier League Ásia, disputado em Nanjing.

Sané, cujo contrato termina em 2021, fez uma assistência na partida e foi elogiado por Guardiola, que disse que o City ainda pode aprimorar o jogador, eleito o melhor jovem da liga inglesa na temporada 2017-18.

– Nós o ajudaremos a ser o melhor, conhecemos seu potencial e o nível em que ele está. Ele tem uma qualidade especial que é difícil de encontrar no mundo – acrescentou Guardiola. “Ele sabe, todos eles sabem… como é difícil jogar (regularmente), por causa da qualidade que temos”.

– Mas, ao mesmo tempo, conversei com o clube 10 vezes (para dizer) que quero que as pessoas aqui estejam felizes. Se elas não quiserem, podem ir embora. O desejo de tê-lo… está sempre lá.

O City inicia a defesa do título viajando para enfrentar o West Ham no dia 10 de agosto.

Juventus contrata De Ligt

A Juventus confirmou nesta quinta-feira a contratação do jovem zagueiro holandês Matthijs de Ligt, do Ajax Amsterdã, nesta quinta-feira, garantindo um dos novos talentos mais cobiçados do futebol mundial por 75 milhões de euros.

O jogador da seleção da Holanda, que capitaneou o ex-clube em sua campanha emocionante até a semifinal da Liga dos Campeões na temporada passada, assinou um contrato de cinco anos com os campeões da liga italiana.

“É a notícia que todos os torcedores da ‘Bianconeri’ esperaram ouvir durante todo o verão: Matthijs de Ligt é oficialmente um jogador da Juventus!”, comunicou o time em um comunicado publicado em seu site.

O contrato inclui uma cláusula de liberação de 150 milhões de euros que será ativada em seu terceiro ano, noticiou a emissora Sky Italy na quarta-feira.

Zagueiros mais caros do mundo

De Ligt, de 19 anos, se torna assim um dos zagueiros mais caros do mundo, seu colega de seleção e capitão da Holanda, Virgil van Dijk, lidera a lista desde sua mudança do Southampton para o Liverpool por US$ 94 milhões em 2018.

Depois de chegar ao time principal do Ajax aos 17 anos em 2016, De Ligt virou um nome recorrente na escalação na temporada seguinte, e logo se tornou o zagueiro mais desejado da Europa devido à sua força, capacidade de antecipação e habilidade com a bola.

Ele jogou os 90 minutos em 17 das 18 partidas do Ajax na Liga dos Campeões na última temporada, marcando três gols em uma campanha que só chegou ao fim com uma derrota para o time inglês Tottenham Hotspur na semifinal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *