Integrantes da ultradireita se estranham nas redes sociais

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 27 de janeiro de 2020 as 14:53, por: CdB

Além da notícia falsa, Weintraub deixou no ar que Reinaldo Azevedo, um integrante da ultradireita que rompeu com o governo Bolsonaro e se tornou um de seus críticos mais ferozes, poderia não mais ter lugar para trabalhar após a demissão (que não ocorreu).

 

Por Redação – de São Paulo

 

O radialista Reinaldo Azevedo foi alvo de #fakenews disseminadas pelo ministro da Educação, Weintraub
O radialista Reinaldo Azevedo foi alvo de #fakenews disseminadas pelo ministro da Educação, Weintraub

Ministro da Educação, o empresário Abraham Weintraub divulgou uma notícia falsa, no Twitter. Ele afirmou que o radialista Reinaldo Azevedo foi demitido da Rádio BandNews, e foi desmentido, logo em seguida.

“Ora ora ora e tal e tal e tal. Perguntar não ofende: será que, após os gastos milionários do Estado de São Paulo (Doria/PSDB) com rádios privadas, esta pessoa terá dificuldade em se recolocar? Vejam, paulistas, como o dinheiro de seu IPVA é ‘bem’ aproveitado”, escreveu o titular da pasta no Twitter, referindo-se a Azevedo.

O comunicador, no entanto, havia publicado algumas horas antes uma informação que desmentia a mensagem compartilhada pelo titular do ministério. “Caras e caros, para infelicidade de alguns e contentamento de muitos,  ninguém me censurou, me patrulhou, me tirou do ar. Volto, se Deus quiser,  na 2ª(-feira), superadas algumas dificuldades pessoais. Minha liberdade de opinião na @radiobandnewsfm é plena”, disse.

Além da notícia falsa, Weintraub deixou no ar que Reinaldo Azevedo, um integrante da ultradireita que rompeu com o governo Bolsonaro e se tornou um de seus críticos mais ferozes, poderia não mais ter lugar para trabalhar após a demissão (que não ocorreu).

Cultura

Este, no entanto, não foi o único embate entre militantes das forças fascistas que assumiram postos-chave na democracia brasileira, Nesta manhã, o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) encaminhava-se para protocolar um requerimento de convocação da atriz Regina Duarte para uma sabatina na Comissão de Cultura da Câmara.

Diz o parlamentar que quer saber mais sobre os planos dela no governo Jair Bolsonaro, embora nem tenha sido nomeada para o cargo, ainda. A artista tende a assumir a secretaria especial de Cultura. O hoje tucano, oriundo das hostes do PSL, deve protocolar o requerimento assim que a atriz assumir o cargo.

Neste domingo, Frota criticou a “caretice” do governo que Regina Duarte fará parte. “Fico imaginando depois que Regina assumir a Cultura do Gov Bolsonaro, Gov conservador, careta que censura e é terrivelmente evangélico a nova temporada de Férias com Ex da Mtv. @deferiascomexbr @MTVBrasil vai ser de Férias com o irmão”, publicou, no Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *