Inter de Milão confirma contratação de Godín do Atlético de Madri

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 1 de julho de 2019 as 13:49, por: CdB

Em maio, o jogador de 33 anos disse que deixaria o time espanhol depois de nove anos quando seu contrato vencesse em junho.

Por Redação, com Reuters – de Milão

A Inter de Milão confrirmou nesta segunda-feira a contratação do zagueiro uruguaio Diego Godín, ex-jogador do Atlético de Madri, por três anos.

Diego Godín

Em maio, o jogador de 33 anos disse que deixaria o time espanhol depois de nove anos quando seu contrato vencesse em junho.

“O FC Internazionale Milano anuncia que acertou um contrato com Diego Godín que irá até 30 de junho de 2022”, disse a Inter

O uruguaio, que trocou o Villarreal pelo Atlético em 2010, atuou 389 vezes com o clube e ganhou fama ao garantir o primeiro título espanhol da equipe em 18 anos com um gol de cabeça no empate de 1 a 1 com o Barcelona em 2014.

Godín também conquistou dois títulos da Liga Europa, a Copa do Rei, a Supercopa da Espanha e três Supercopas da Uefa com o Atlético, além de chegar às finais da Liga dos Campeões de 2014 e 2016, que seu time perdeu para o Real Madrid nas duas ocasiões.

Milan é banido da Liga Europa

O Milan foi banido da Liga Europa 2019-20 por violar as regras de Fair Play Financeiro (FPF) da Uefa, disse o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), a mais alta corte da Justiça esportiva, na sexta-feira.

O time sete vezes campão europeu terminou em quinto lugar na liga italiana na temporada passada, conquistando vaga para a competição europeia.

A exclusão do Milan significa que a Roma, que ficou na sexta posição, disputará a fase de grupos da Liga Europa, enquanto o lugar que seria ocupado pelo time na fase de qualificação ficará com o Torino, sétimo colocado na liga italiana.

“O TAS emitiu uma sentença de consentimento incorporando o acordo alcançado entre o Milan e a Uefa em relação às violações das normas do FPF pelo clube italiano”, disse o TAS em comunicado.

UEFA

“O Milan está excluído da participação nas competições de clubes da UEFA na temporada esportiva de 2019/2020 como consequência do descumprimento de suas obrigações do FPF durante os períodos de monitoramento de 2015/2017 e 2016/2017.”

Sob os regulamentos da Uefa, qualquer clube que gaste mais do que a receita que gera pode enfrentar sanções, incluindo uma possível proibição de disputar competições realizadas pela confederação europeia.

Em abril, investigadores da Uefa reportaram que o Milan estava envolvido em uma suposta nova violação da regra financeira em seu período mais recente de monitoramento, e o caso foi passado para avaliadores financeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *