Ipanema e Tijuca Presente prendem 80 criminosos em um mês

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019 as 15:01, por: CdB

Em Ipanema, foram presas 25 pessoas em flagrante e 16 foragidos da Justiça. Já na Tijuca, foram 15 presos em flagrante e 24 mandados de prisão cumpridos.

Por Redação, com ACS e ABr – de Rio de Janeiro

As operações Ipanema e Tijuca Presente completaram, no domingo , um mês de atuação nos bairros. Neste período, as duas ações prenderam 80 criminosos, mais de dois por dia. Em Ipanema, foram presas 25 pessoas em flagrante e 16 foragidos da Justiça. Já na Tijuca, foram 15 presos em flagrante e 24 mandados de prisão cumpridos.

Operações reforçam a segurança dos bairros desde janeiro

Segundo o superintendente das Operações, major Carlos Eduardo Falconi, este resultado mostra que o reforço na segurança dos bairros, realizado de forma integrada as secretarias de Polícia Militar e de Polícia Civil, além de órgãos municipais, dá certo.

– A população confia e apoia o nosso trabalho, que vai muito além de prover segurança. Queremos propiciar aos bairros um novo conceito de ambiente de negócio, criando um território de desenvolvimento econômico e social. Estamos trabalhando em prol de uma sociedade segura – disse Falconi.

A base da Operação Ipanema Presente fica instalada na Praça Nossa Senhora da Paz e conta com pontos de baseamento de viaturas na Praça General Osório e Parque Garota de Ipanema, no Arpoador. Na Tijuca, a base da operação é na Praça Saens Pena e o policiamento se estende pelos arredores da praça, com um baseamento de viatura na Praça Varnhagen.

Policiais militares mortos

Mais um policial militar foi assassinado no Rio de Janeiro, na madrugada deste sábado. O cabo Carlos Alberto Sá Freire Almada, de 39 anos, morreu ao ser atingido por um tiro na cabeça, em Volta Redonda, no sul Fluminense.

Segundo informou a Polícia Militar, na noite de ontem, agentes do 28º Batalhão de Polícia Miltiar (Volta Redonda) seguiram para o bairro Retiro, onde homens estariam armados e fazendo tráfico de drogas. Os policiais fizeram cerco no local, mas foram recebidos a tiros e o cabo acabou baleado. Ele chegou a ser levado para o hospital São João Batista e recebeu atendimento médico, mas não resistiu.

Almada é o sexto policial militar morto no Rio de Janeiro este ano e estava há 10 anos na corporação. Ele deixa esposa e uma filha. O sepultamento foi neste sábado, no município de Valença.

O Disque-Denúncia divulgou cartaz oferecendo recompensa de R$ 5 mil para quem der informações que levem aos responsáveis pelo crime. As denúncias podem ser feitas pelo telefone (21) 2253-1177, pelo WhatsApp (21) 98849-6099 ou pelo aplicativo Disque-Denúncia RJ. O anonimato é garantido.

Obras

O secretário de Estado de Infraestrutura e Obras (Seinfra), Horácio Guimarães, recebeu, na segunda-feira, o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, para tratar das obras no município. Todas as obras paralisadas ou em andamento já foram preliminarmente avaliadas pela equipe técnica da  secretaria.

A continuidade ou complementação destas depende de entendimento com os demais órgãos do governo envolvidos, considerando a especificidade de cada contrato e ainda as condições financeiras em que se encontram os cofres do Estado do Rio de Janeiro.

– Existe o interesse na conclusão dessas obras, desde que observados os princípios legais, morais, éticos e constitucionais. Uma nova modelagem já está sendo estudada nesse sentido – adiantou Horácio Guimarães.

O caso específico de Volta Redonda, referem-se as obras de construção da Arena Olímpica, do Hospital da Criança; da melhoria no abastecimento de água do Sistema Vila Brasília; da cobertura de trecho do córrego dos Coqueiros e a da complementação de recursos para a conclusão do Hospital do Médio Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *