Irã desmantela células terroristas que planejavam ataques contra peregrinos

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 23 de outubro de 2018 as 12:26, por: CdB

O ministro de Inteligência, Mahmoud Alavi, explicou que os três grupos “foram identificados nos últimos dias” e que as forças de segurança efetuaram 15 detenções, segundo a agência “Tasnim”.

Por Redação, com EFE – de Teerã

O Ministério de Inteligência do Irã anunciou nesta terça-feira o desmantelamento de três células terroristas na província de Khuzistão, que planejavam cometer atentados suicidas durante a iminente peregrinação xiita de Arba’een.

No último dia 22 de setembro, 24 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em um ataque terrorista contra um desfile militar

O ministro de Inteligência, Mahmoud Alavi, explicou que os três grupos “foram identificados nos últimos dias” e que as forças de segurança efetuaram 15 detenções, segundo a agência “Tasnim”.

– De acordo com os depoimentos dos detidos, estes tinham a intenção de cometer atentados suicidas para ferir e matar parte dos peregrinos – que se deslocam do Irã à cidade santa iraquiana de Karbala, explicou Alavi.

O ministro vinculou estas células a Estados Unidos, Arábia Saudita e Israel, e denunciou que esses países apoiam grupos separatistas e extremistas sunitas para criar “problemas” no Irã e “os incentivam a cometer ataques terroristas”.

– De 100 atentados que esses grupos queriam realizar, 99 foram identificados e cancelados – afirmou.

No último dia 22 de setembro, 24 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em um ataque terrorista contra um desfile militar na cidade de Ahvaz, capital da província de Khuzistão, na fronteira com o Iraque.

A autoria do atentado foi reivindicada por um movimento separatista árabe e pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que também cometeu um duplo ataque em Teerã em junho de 2017, que deixou 17 mortos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *